PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Casa Branca: Trump se sente 'ótimo' após tomar cloroquina e 'faria de novo'

22.mai.2020 - Da varanda da Casa Branca em Washington (DC), o presidente dos EUA, Donald Trump, faz homenagem a veteranos - Mandel Ngan/AFP
22.mai.2020 - Da varanda da Casa Branca em Washington (DC), o presidente dos EUA, Donald Trump, faz homenagem a veteranos Imagem: Mandel Ngan/AFP

Do UOL, em São Paulo

28/05/2020 17h03Atualizada em 28/05/2020 17h31

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se sente "perfeitamente bem" após terminar de tomar hidroxicloroquina como forma de prevenção ao novo coronavírus, disse hoje a assessora de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany. Segundo divulgado pela CNN, McEnany diz que Trump está "ótimo" e até "tomaria o medicamento de novo" se achasse que deve.

Ainda que não existam evidências da eficácia da hidroxicloroquina para tratar a covid-19 —e, mais do que isso, para prevenir que uma pessoa seja infectada—, a assessora ainda comentou sobre supostas pesquisas que provariam o benefício do remédio aos pacientes.

"É importante, claro, se você for tomar hidroxicloroquina, ter uma prescrição do seu médico. Os médicos são os únicos que precisam prescrever isso", acrescentou, antes de criticar o fato de haver certo "exagero" quanto à segurança do medicamento.

Inúmeras pesquisas já indicaram que, além de não funcionar contra a covid-19, a hidroxicloroquina ainda pode causar problemas cardíacos.

Trump revelou que tomava hidroxicloroquina há pouco mais de uma semana, em 18 de maio, durante uma reunião com representantes da indústria dos EUA. Ele argumentou que ouvia "muitas coisas boas" sobre o medicamento e, por isso, decidiu tomá-lo —mesmo sem aval do médico da Casa Branca.

"Você ficaria surpreso com a quantidade de pessoas que está tomando, especialmente entre as que estão na linha de frente [do combate ao coronavírus]", afirmou, sem citar provas. "Eu estou tomando porque eu acho que é bom. Ouvi um monte de histórias boas sobre ela. Se não for bom, eu conto a vocês", completou.

Trump também disse conhecer um médico que tem receitado a hidroxicloroquina a "centenas de pacientes" e "não perdeu nenhum deles". Ele não mencionou nomes ou forneceu mais evidências de que isso é verdade, mas defendeu que "as pessoas deviam ter permissão para tomar".

Na última segunda-feira (25), o presidente dos EUA anunciou que havia terminado o "tratamento".

Coronavírus