PUBLICIDADE
Topo

Bélgica usa robô que fala 53 idiomas, mede febre e detecta uso de máscaras

Robô da Zarabots será utilizado em hospital na Bélgica - Reprodução
Robô da Zarabots será utilizado em hospital na Bélgica Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo*

29/05/2020 13h53

O Hospital Universitário de Antuérpia, na Bélgica, recebeu nesta semana robôs que falam mais de 53 idiomas, detectam febre e determinam se as pessoas estão usando máscaras de rosto adequadamente. Eles ajudarão no combate à disseminação do novo coronavírus no país.

Fabrice Goffin, executivo-chefe da empresa Zorabots, disse que seus robôs estão em hospitais, casas de repouso e hotéis desde 2013, mas agora encontraram um novo papel.

"A grande vantagem deste robô em relação a um terminal fixo é que ele pode se mover, ir em direção a pessoas, falar com pessoas e falar em sua língua nativa. Ele fala mais de 53 idiomas", disse à Reuters TV.

Michael Vanmechelen, gerente das salas de operações do hospital, disse que alguém com sinais de febre pode ser conduzido pelo robô, um dispositivo sem toque, para uma área separada.

O hospital normalmente recebe 2 mil pacientes por dia e deve começar a readmitir visitantes na próxima semana, pois a vida na Bélgica volta à relativa normalidade após o bloqueio dos últimos meses pelo coronavírus.

Os robôs custam aproximadamente 30 mil euros (cerca de R$ 160 mil) e também foram vendidos para clínicas na França, Holanda, Estados Unidos e Ruanda.

*Com informações da Reuters

Coronavírus