PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump diz que rastreia suspeitos de mancharem estátua de George Washington

29.jun.2020 - Estátua de George Washington, em Nova York, foi manchada com tinta vermelha - Jason Szenes/Efe
29.jun.2020 - Estátua de George Washington, em Nova York, foi manchada com tinta vermelha Imagem: Jason Szenes/Efe

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 10h54Atualizada em 30/06/2020 13h19

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a polícia está rastreando duas pessoas que teriam atirado tinta vermelha contra uma estátua do ex-presidente George Washington, em Nova York, na madrugada de ontem.

Em mensagem publicada em seu Twitter, Trump disse que os dois suspeitos, os quais ele chamou de "anarquistas", serão processados e poderão pegar até dez anos de prisão. O presidente norte-americano também pediu que a dupla se entregue à polícia.

"Nós estamos rastreando os dois anarquistas que atiraram tinta na grandiosa estátua de George Washington, em Manhattan. Nós os temos em vídeo. Eles serão processados e enfrentarão dez anos na prisão, baseado na lei de proteção a estátuas e monumentos. Entreguem-se agora", escreveu Trump.

Segundo informações do jornal "NY Post", os suspeitos teriam lançado balões de tinta vermelha contra a estátua de George Washington por volta das 3h da manhã de ontem e deixaram o local em bicicletas.

O ato vem em meio a uma onda de retirada e atos de vandalismo contra estátuas de personalidades que ficaram conhecidas por explorarem outros povos, após a morte de George Floyd, no mês passado.

George Washington, que foi o primeiro presidente norte-americano, também foi dono de escravos e lutou contra indígenas americanos na juventude, de acordo com o jornal.

Internacional