PUBLICIDADE
Topo

Menino com próteses faz caminhada de 10 km e arrecada R$ 6 mi para hospital

30.jun.2020 - Ao lado dos pais, Tony Hudgell, que usa próteses após perder as pernas, completa caminhada de 10 km - PA Images via Getty Images
30.jun.2020 - Ao lado dos pais, Tony Hudgell, que usa próteses após perder as pernas, completa caminhada de 10 km Imagem: PA Images via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/07/2020 09h27Atualizada em 01/07/2020 12h33

Um menino de 5 anos com próteses nas pernas arrecadou 1 milhão de libras esterlinas — o equivalente a R$ 6,7 milhões — para o hospital que salvou sua vida, no Reino Unido.

Tony Hudgell perdeu as pernas quando era recém-nascido. Ele foi internado em um hospital infantil em Londres após sofrer abusos cometidos por seus pais biológicos que o levaram a necessitar de suporte artificial para sobreviver, segundo reporta a CNN.

Tony fez uma caminhada de cerca de 10 km no mês de junho para levantar o dinheiro. Sua ideia inicial era alcançar ao menos 500 libras, mas em pouquíssimo tempo conseguiu uma quantia muito maior em seu site.

A caminhada foi encerrada ontem em sua cidade natal, West Malling (62 km de Londres), em frente a uma multidão, e foi comemorada ao lado da família adotiva do garoto. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal JustGiving no YouTube.

"É incrível pensar que, poucas semanas atrás, Tony mal podia dar alguns passos. Ele é um garoto tão forte e determinado, e estamos tão orgulhosos", disse sua mãe, Paula Hudgell, à agência de notícias PA Media.

Tony só recentemente aprendeu a andar de muletas, mas foi inspirado a completar o desafio após ver o exemplo de um veterano de guerra de 100 anos de idade, o capitão Tom Moore, que ficou famoso depois de arrecadar o equivalente a mais de R$ 200 milhões para o sistema público de saúde do Reino Unido dando cem voltas em seu quintal.

Tony recebeu apoio de várias celebridades britânicas, incluindo a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, o ex-primeiro ministro David Cameron e o jogador de futebol do Chelsea César Azpilicueta. Ele arrecadou dinheiro para o Hospital Infantil Evelina London, uma parte do Hospital St. Thomas, no centro de Londres, que seus pais descreveram como sua "segunda casa".

"Paula está nos atualizando regularmente e ficamos impressionados com o progresso dele", disse Caroline Gormley, diretora associada de captação de recursos do hospital, em comunicado.

"Sua força e a generosidade de todos os que doaram farão uma diferença tão incrível. Ele deixou todos na Evelina London muito orgulhosos."

Internacional