PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Leilão de fios de cabelo de Abraham Lincoln terá lance mínimo de R$ 50 mil

Retrato do ex-presidente norte-americano Abraham Lincoln, morto em em abril de 1865 - Getty Images
Retrato do ex-presidente norte-americano Abraham Lincoln, morto em em abril de 1865 Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/08/2020 14h23

Uma mecha de cabelo de Abraham Lincoln, ex-presidente dos Estados Unidos, junto com um telegrama manchado de sangue, que serviu para embrulhar o cabelo da vítima, entrará para leilão nos Estados Unidos. O ex-presidente foi assassinado pelo ator John Wilkes Booth enquanto assistia a uma peça no Teatro Ford, em abril de 1865.

Mike Graff, porta-voz da empresa, contou à Associated Press que eles definiram o lance mínimo de US$ 10 mil (cerca de R$ 50 mil), mas esperam que os valores ultrapassem os US$ 75 mil (cerca de R$ 400 mil).

A mecha de cabelo do ex-presidente mede cerca de 5 centímetros de comprimento e foi retirada da cabeça da vítima durante seu exame de autópsia. O pedaço foi entregue à mulher de Lincoln, Mary Todd, e ao primo dela, o médico Lyman Beecher Todd, que estava no exame cadavérico, disse Graff.

Já o telegrama, de 1865, foi usado por Todd para embrulhar o cabelo do ex-presidente. No papel, o médico escreveu de lápis: "Cabelo de A. Lincoln".

A RR Auction informou que os lances online já foram abertos, mas há um leilão especial programado para o dia 12 de setembro, em New Hampshire.

Segundo a RR Auction, eles atestam a autenticidade dos objetos pois possuem uma carta escrita por James Todd, filho de Lyman Beecher Todd, em 1945. A carta atesta que os objetos "permaneceram inteiramente sob a custódia de nossa família [Todd] desde aquela época [do assassinato de Lincoln]". A empresa ainda informou que a peça foi vendida pela última vez em 1999.

Bobby Livingston, vice-presidente da RR Auction, disse que não vê a venda dos objetos como algo "macabro".

"Não é macabro. É um artefato fascinante de uma tragédia horrível ", disse ele em entrevista por telefone.

"Coletar mechas de cabelo era comum depois que alguém falecia. É um pedaço da história. O assassinato do presidente Lincoln foi obviamente um choque", explicou o vice-presidente da empresa.

Internacional