PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Com covid-19, Trump tem febre e é levado a hospital militar por precaução

Do UOL*, em São Paulo

02/10/2020 17h47Atualizada em 03/10/2020 00h21

Recém-diagnosticado com a covid-19, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, 74, está com febre e fadiga e foi levado hoje de helicóptero ao Centro Médico Militar Nacional de Walter Reed, no estado de Maryland. Segundo informações da Casa Branca, ele ficará internado nos próximos dias como medida de precaução. Ele deixou a Casa Branca caminhando.

"Gostaria de agradecer a todos pelo enorme apoio, eu vou para o hospital Walter Reed. Eu acho que estou indo muito bem, mas vamos nos assegurar que as coisas funcionem bem, e a primeira dama está indo muito bem", postou Trump no Twitter.

Momentos antes, a assessora de imprensa Kayleigh McEnany escreveu na rede social: "Por recomendação de seu médico e de especialistas médicos, o presidente trabalhará nos escritórios presidenciais do hospital de Walter Reed pelos próximos dias."

De acordo com o boletim médico divulgado horas antes da notícia de que Trump seguiria para o hospital, o presidente dos EUA está "com fadiga, mas de bom humor". Ele e a primeira-dama Melania Trump, que também está com covid-19 e apresenta apenas "tosse leve e dor de cabeça", seguem sendo acompanhados de perto

As redes de televisão americanas transmitiram uma imagem do helicóptero presidencial no gramado da Casa Branca. O presidente dos EUA anunciou na última madrugada pelo Twitter que ele e sua esposa foram infectados com o coronavírus e que ficarão em quarentena.

Tratamento sem cloroquina

Trump não está tomando hidroxicloroquina para tratar a doença, segundo boletim médico divulgado mais cedo pela assessora de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany. O norte-americano sempre foi um grande defensor do medicamento, que não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

"Após a confirmação via [teste RT-]PCR do diagnóstico do presidente, como medida de precaução, ele recebeu uma dose única de 8 gramas do coquetel de anticorpos policlonais da Regeneron. Ele recebeu a infusão [na veia] sem maiores problemas. Além dos anticorpos, o presidente vem tomando zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e um analgésico por dia", relata o boletim.

Helicóptero para levar Trump - Reprodução/CNN - Reprodução/CNN
Helicóptero em frente à Casa Branca aguarda para levar o presidente Donald Trump a um hospital militar
Imagem: Reprodução/CNN

A famotidina é um medicamento que age na região do estômago para combater úlceras. Já a melatonina é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo, normalmente ingerido para ajudar na regulação do sono.

O anúncio do resultado positivo foi feito pelo próprio Trump nesta madrugada, nas redes sociais. "Esta noite, Melania e eu testamos positivo para covid-19. Começaremos nosso processo de quarentena e recuperação imediatamente. Vamos superar isso juntos", escreveu.

Mais cedo, o médico do presidente, Sean Conley, informou que Trump e Melania permanecerão na Casa Branca durante o período de isolamento.

"Fiquem tranquilos. Espero que o presidente continue desempenhando suas funções sem interrupções durante a recuperação, e vou mantê-los atualizados sobre quaisquer desenvolvimentos futuros", disse Conley, segundo veículos de imprensa norte-americanos.

Biden testa negativo para covid-19

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua esposa, Jill, tiveram teste negativo para o coronavírus, disse o médico do casal em comunicado hoje.

"O vice-presidente Joe Biden e a Drª. Jill Biden passaram por exames PCR para a covid-19 hoje e a covid-19 não foi detectada", disse o médico Kevin O'Connor em nota.

Biden se submeteu ao teste depois que o presidente Donald Trump, candidato à reeleição, e a primeira-dama, Melania, anunciaram que foram infectados pelo vírus. Os adversários participaram de um debate na última terça-feira (29).

No encontro, marcado pela troca de insultos, eles não trocaram apertos de mão e ficaram separados por mais de dois metros de distância.

Biden, vice-presidente dos EUA na gestão de Barack Obama, desejou que Trump e Melania se recuperem rapidamente da doença. Em sua conta no Twitter, disse que ele e a esposa rezam pela saúde e segurança do presidente e de sua família.

*Com Reuters e AFP

Internacional