PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Papagaio pré-histórico? Nova espécie de dinossauro é descoberta na Mongólia

Reconstituição visual de dinossauros da espécie descoberta - Michael W. Skrepnick
Reconstituição visual de dinossauros da espécie descoberta Imagem: Michael W. Skrepnick

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/10/2020 09h27

Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta no deserto de Gobi, na Mongólia. Em um artigo publicado na "Royal Society Open Science", os pesquisadores da Universidade de Edimburgo, responsáveis pela descoberta, reconstituíram os fósseis encontrados e atribuíram uma aparência bizarra ao animal pré-histórico.

Batizado de Oksoko avarsan, o dinossauro tinha penas e um bico sem dentes. Chama a atenção sua semelhança com um papagaio, mas se trata de um ancestral muito maior, já que há 68 milhões de anos a espécie atingia 2 metros de comprimento.

Gregory Funston, líder do estudo, comentou ao site da Universidade de Edimburgo os dois dedos encontrados nos fósseis como principal característica evolutiva. "O mais importante é que sua mão com dois dedos nos levou a observar a forma como a mão e o membro anterior mudaram ao longo da evolução dos ovirraptores [um tipo de dinossauro onívoro e bípede existente no período Cretáceo] — o que não foi estudado antes."

A inédita presença de dois dedos em fósseis de ovirraptores indica adaptações desses dinossauros em relação aos descobertos anteriormente, que tinham três. Os cientistas sugerem que essa "simples" mudança pode significar um estilo de vida e dieta diferentes do Oksoko aos seus semelhantes.

Durante a escavação, os pesquisadores encontraram quatro dinossauros jovens jazidos juntos. Isso indica sociabilidade na espécie, algo que não era incomum entre os ovirraptores.

Internacional