PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
6 meses

Pilotos russos são investigados por traçarem pênis em rota de voo doméstico

Rota aérea com formato de pênis traçada por pilotos, que estão sendo investigados - Reprodução
Rota aérea com formato de pênis traçada por pilotos, que estão sendo investigados Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/11/2020 11h10

Pilotos da companhia aérea russa Pobeda Airlines estão sendo investigados por traçarem um pênis no céu durante um voo doméstico de Moscou para Yekaterinburg, no dia 11 de novembro. A rota em forma de órgão genital teria sido feita como forma de expressar apoio ao capitão da seleção de futebol russa, Artem Dzyuba, suspenso após ter vídeo íntimo vazado.

O atacante foi impedido pela comissão técnica responsável, no dia 8 de novembro, de disputar os próximos jogos da seleção da Rússia — que eram contra Moldávia, Turquia e Sérvia. A gravação de Dzyuba, que foi divulgada por hackers, mostrava ele se masturbando.

Artem Dzyuba - Creative Commons  - Creative Commons
O jogador Artem Dzyuba teve vídeo íntimo dele se masturbando vazado por hackers
Imagem: Creative Commons

Para demonstrar "solidariedade" ao jogador suspenso, a tripulação da Pobeda Airlines teria alterado a rota só para traçar o órgão genital. Relatórios de aviação confirmam que as manobras aéreas foram realizadas com permissão, porém com a justificativa de "necessidade de checar os equipamentos de radionavegação".

A nova rota pode ter atrasado o voo DP407, que chegou 20 minutos depois do horário previsto em Yekaterinburg, de acordo com o site Mirror.

A Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia está investigando o caso para constatar se a tripulação "ultrapassou os limites" éticos e de comportamento.

O editor-chefe do veículo especializado em aviação avid.ru, comentou que a manobra para traçar o pênis pode ter sido "extremamente perigosa porque a densidade do tráfego [na região] é alta e os corredores aéreos são estreitos".

Internacional