PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Auditoria manual confirma vitória de Biden na Geórgia

Auditoria manual confirma vitória de Biden na Geórgia - Reprodução / Internet
Auditoria manual confirma vitória de Biden na Geórgia Imagem: Reprodução / Internet

Colaboração para o UOL, em São Paulo*

19/11/2020 23h33

O secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, disse hoje que uma auditoria manual da contagem de votos confirmou a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais do último dia 3 de novembro no Estado.

De acordo com o resultado da auditoria, o democrata venceu o atual presidente Donald Trump por 12.284 votos. O resultado anterior à recontagem apontava a vitória de Biden por 14 mil votos.

"A histórica primeira auditoria estadual da Geórgia reafirmou que o seguro sistema de votação em papel seguro do estado contou e apontou de forma precisa os resultados", disse o republicano Brad Raffensperger, secretário de estado da Geórgia em comunicado.

Durante a recontagem, quatro condados no estado encontraram lotes de votos que não foram considerados no resultado oficial. Ao todo, cerca de 6 mil votos foram adicionados, rendendo quase 1.500 votos a mais para o Donald Trump, o que não foi suficiente para mudar o futuro da eleição.

De acordo com o escritório do secretário Raffensperger, a diferença entre os resultados da recontagem foram "acidentes causados por erro humano", o que não indicaria fraude eleitoral. Donald Trump chegou a acusar sem provas o secretário de estado de não ter sido honesto durante o processo eleitoral.

Em entrevista à CNN, Raffensperger afirmou não ter "visto fraude generalizada" e defendeu-se das acusações de Trump declarando-se um "republicano vitalício".

A diretora de comunicação da campanha de Biden na Geórgia, Jaclyn Rothenberg, comemorou o resultado da recontagem no estado e afirmou que a auditoria mostrou o que "eles já sabiam".

"Somos gratos aos funcionários eleitorais, voluntários e trabalhadores por trabalharem horas extras e sob circunstâncias sem precedentes para completar esta recontagem, como a melhor forma de serviço público", disse ela em comunicado.

*Com informações da Reuters

Internacional