PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Religiosos retiram monólito na Califórnia (EUA) 'por amor a Jesus Cristo'

Monólito no topo de montanha estava atraindo aventureiros para verem a peça por si próprios - Reprodução/Twitter
Monólito no topo de montanha estava atraindo aventureiros para verem a peça por si próprios Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/12/2020 09h33

O monólito de metal localizado no topo de uma montanha na Califórnia (EUA), desapareceu, na madrugada de ontem, um dia após ser descoberto. O sumiço da peça enigmática foi descoberto por pessoas que subiram a trilha apenas para ver o monólito, mas se frustraram. Segundo o jornal local San Luis Obispo Tribunes, um grupo de religiosos foi quem retirou o objeto, por "amor a Jesus Cristo".

Diferentemente dos outros monólitos, encontrados em Utah e na Romênia, este da Califórnia não estava preso ao chão — o que facilitou sua retirada. O objeto prateado, no entanto, tinha dimensões semelhantes às outras peças, com cerca de 3 metros de altura e peso estimado de 90 quilos.

A peça enigmática estava atraindo aventureiros dispostos a subir a trilha da montanha para verem por si mesmos do que se trata o monólito. Contudo, ao chegarem no local indicado, na manhã de ontem, os curiosos ficaram frustrados com o desaparecimento da estrutura de metal.

Antes que teorias da conspiração tomassem conta do imaginário dos interessados no aparecimento do objeto, o jornal local San Luis Obispo Tribunes divulgou um vídeo com imagens reveladoras sobre a retirada do monólito. Nele, religiosos derrubam a peça de metal e instalam uma cruz de madeira no lugar dele enquanto entoavam a frase: "Cristo é o rei."

O grupo de homens revelou ter feito uma viagem de cinco horas, do sul da Califórnia até a cidade de Atascadero, onde fica a montanha, para retirar o monólito. "É assim que amamos Jesus Cristo", afirmou um integrante durante a gravação.

O jornal local relatou que o vídeo, já retirado do ar, continha falas homofóbicas e racistas.

Heather Moreno, prefeita de Atascadero, lamentou o vandalismo: "Estamos chateados porque esses jovens sentiram a necessidade de dirigir por cinco horas para entrar em nossa comunidade e vandalizar o monólito".

No comunicado, a prefeita também exaltou a capacidade recreativa do objeto misterioso: "O monólito era algo único e divertido em uma época estressante."

Os outros dois monólitos encontrados também desapareceram na calada da noite. O desaparecimento do monólito de Utah foi o que mais causou repercussão. Quatro homens foram flagrados por um fotógrafo retirando o objeto do local, e um norte-americano chegou a afirmar que foi ele o responsável por remover o objeto da área.

Internacional