PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Conteúdo publicado há
1 mês

"Isso é insurreição, não protesto", diz Biden sobre invasão do Capitólio

Do UOL, em São Paulo

06/01/2021 18h20Atualizada em 06/01/2021 21h20

Após manifestantes invadirem o Congresso dos Estados Unidos, o presidente eleito Joe Biden fez uma declaração afirmando que a democracia no país "sofre ataque inédito" e pedindo que o atual presidente, Donald Trump, dê fim aos protestos. Os atos foram realizados na tarde de hoje por apoiadores de Trump contrários à eleição de Biden em 2020.

Isso é insurreição, não um protesto. O mundo está assistindo. [...] Então, presidente Trump, assuma a responsabilidade."
Joe Biden

"Palavras de um presidente importam. Não importa o quão bom ou ruim ele seja. No mínimo palavras devem inspirar. No pior dos casos, elas devem incitar", afirmou o democrata, que disse ainda que os manifestantes que invadiram o prédio do Congresso dos EUA estão "acabando com o Capitólio, quebrando janelas e escritórios": "Entraram no plenário do Senado, no Congresso, ameaçando a segurança das pessoas que trabalham lá".

Peço ao presidente Trump que vá à televisão nacional agora para cumprir o seu juramento e defender a Constituição e exigir que essas pessoas parem com esse movimento."
Joe Biden

Manifestantes invadiram o Capitólio, onde fica o Congresso dos EUA, e interromperam a sessão que certificaria a eleição de Biden. As ações geraram tumulto e violência. Uma mulher foi baleada dentro do prédio. O vice-presidente Mike Pence, que presidia a sessão, foi retirado do local por seguranças. A Prefeitura de Washington DC decretou toque de recolher.

O presidente Trump estimulou as manifestações, mas após a invasão ao Congresso pediu nas redes sociais que a população não enfrente as forças policiais. Ele vinha pressionando o vice, Mike Pence, a não certificar a eleição de Biden. Pence, no entanto, declarou que não rejeitaria votos e não impediria a certificação do democrata.

Por favor, apoiem a polícia do Capitólio e a aplicação das leis. Eles estão verdadeiramente ao lado do país. Mantenham a paz."
Donald Trump no Twitter

Em seu discurso nesta tarde, Biden afirmou que "a perseguição de um poder, do interesse individual de uma pessoa e sim um bem comum".

Em suas redes sociais, a vice eleita pelo partido democrata, Kamala Harris, declarou seu apoio a Biden.

Junto-me ao presidente eleito Joe Biden para que o ataque ao Capitólio e aos servidores públicos de nossa nação termine, e, como ele diz, para que se 'permita que a democracia siga em frente'."
Kamala Harris

Errata: o texto foi atualizado
Por um erro da redação, a fala do presidente Joe Biden destacada no título e na Home Page do UOL foi traduzida incorretamente. Biden disse: "Trump, assuma a responsabilidade". A informação foi corrigida

Eleições Americanas