PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

1ª ordem executiva de Biden será exigir uso de máscaras, diz conselheiro

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, em evento de nomeação da sua equipe econômica - Leah Millis/Reuters
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, em evento de nomeação da sua equipe econômica Imagem: Leah Millis/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/01/2021 10h22

O democrata Joe Biden assume hoje a Presidência dos Estados Unidos e sua primeira ordem executiva será exigir o uso de máscaras nos eventos do governo federal, uma abordagem diferente da administração anterior, que dispensava a obrigatoriedade da proteção. As informações são da rede CNN.

"Esta ação executiva direcionará as agências a tomarem medidas para exigir o cumprimento da orientação do CDC (Centro de Controle de Doenças) sobre o uso de máscara e distanciamento físico em prédios federais, em territórios federais e por funcionários federais e contratados", disse o conselheiro de Biden e coordenador de resposta da covid-19, Jeff Zients, em entrevista a jornalistas.

Ainda segundo ele, Biden pedirá aos governadores, funcionários da saúde pública, prefeitos, líderes empresariais e outros que implementem em suas administrações o uso obrigatório de máscara, o distanciamento físico e outras medidas de segurança para controlar a covid-19.

Donald Trump se recusava a usar máscara em público durante a pandemia, mesmo tendo sido diagnosticado com covid, em outubro do ano passado. Diferentes eventos patrocinados pela Casa Branca, inclusive na campanha de reeleição do republicano, e que promoveram aglomerações sem respeitar regras de segurança foram associados a várias infecções por covid-19 no país.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que faz o levantamento de casos de coronavírus no mundo, os Estados Unidos soma 24.254.737 milhões casos positivos de covid-19 e 401.777 mortes. O país lidera as listas de casos e de mortes em decorrência da doença.

Eleições Americanas