PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Autoridades repercutem posse de Biden como presidente dos EUA: 'Alívio'

Arquivo - Líderes mundiais repercutem a posse de Joe Biden como presidente dos EUA - Drew Angerer/Getty Images
Arquivo - Líderes mundiais repercutem a posse de Joe Biden como presidente dos EUA Imagem: Drew Angerer/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

20/01/2021 08h46Atualizada em 20/01/2021 14h32

Líderes e personalidades mundiais se manifestaram hoje sobre posse de Joe Biden como 46º presidente dos Estados Unidos. O democrata assumirá o cargo numa cerimônia sem público, com forte esquema de segurança e sem a presença de seu antecessor, Donald Trump, quebrando uma tradição de 150 anos.

O presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, manifestou seu "grande alívio" com a posse do democrata, garantindo que este sentimento é compartilhado por "muita gente" na Alemanha.

"Nos alegramos que os Estados Unidos, enquanto sócio indispensável, esteja, no futuro, de novo ao nosso lado em muitas questões: no combate comum e solidário contra a pandemia da covid-19, na proteção mundial do clima, nos temas de segurança", detalhou o chefe de Estado alemão em uma mensagem de vídeo.

Já a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que a Europa "tem um amigo novamente na Casa Branca após quatro longos anos" da presidência de Trump.

"O dia de hoje traz boas notícias: os Estados Unidos estão de volta e a Europa está pronta para se reconectar com um antigo parceiro de confiança, a fim de dar vida nova à nossa preciosa aliança", acrescentou ela.

Convite para ir à Europa

"Gostaria de dirigir solenemente hoje, no dia em que Joe Biden assume o cargo, um apelo para construirmos juntos um novo pacto fundador para uma Europa e Estados Unidos mais fortes e para um mundo melhor", afirmou, por sua vez, o Presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

"Esta nova agenda para a Europa e para os Estados Unidos, que queremos colocar sobre a mesa, é uma agenda ambiciosa, e é por isso que neste primeiro dia do seu mandato, desejo convidar o Presidente Biden a participar na Europa de uma reunião extraordinária do Conselho Europeu, em Bruxelas, reunião que poderá realizar-se paralelamente a uma cúpula da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ", propôs.

Charles Michel discutiu ontem com o Secretário-Geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg, sobre a possibilidade de organizar o encontro europeu ao mesmo tempo que a cúpula da OTAN, na qual o presidente Biden deve participar. As datas ainda precisam ser fixadas e dependerão da evolução da pandemia da covid-19.

Gorbachev pede "normalização de relações"

O último líder da antiga União Soviética (URSS), Mikhail Gorbachev, apelou hoje à "normalização das relações" entre os Estados Unidos e a Rússia.

Gorbachev afirmou que o relacionamento atual entre os dois países "é uma fonte de grande preocupação". "Infelizmente, é uma realidade. Mas isso também significa que algo deve ser feito para normalizar o relacionamento", disse em entrevista à agência de notícias oficial russa TASS.

Presidente iraniano comemora saída do 'tirano'

O presidente iraniano, Hassan Rohani, saudou o "fim" da era de Trump, a quem se referiu como "tirano". Irã e Estados Unidos romperam relações diplomáticas em 1980.

"A era de outro tirano chega ao fim e hoje é o último dia de seu terrível reinado", celebrou Rohani em uma reunião do governo iraniano.

"Ao longo de seus quatro anos, não deu outros frutos que não fossem a injustiça e a corrupção", disse Rohani, referindo-se à gestão do republicano.

"Trouxe apenas problemas para seu próprio povo e para o restante do mundo", acrescentou o presidente iraniano, em um discurso transmitido pela televisão.

* Com informações da AFP e da RFI

Internacional