PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
11 meses

Mianmarense viraliza com dança em frente ao parlamento durante golpe; veja

Wai disse que percebeu que algo estava ocorrendo atrás dela, mas não quis parar a dança - Reprodução/Twitter/@VonKoutli
Wai disse que percebeu que algo estava ocorrendo atrás dela, mas não quis parar a dança Imagem: Reprodução/Twitter/@VonKoutli

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/02/2021 09h44

Khing Hnin Wai é uma professora de educação física de Mianmar que costuma fazer vídeos dançando para publicar nas redes sociais. Contudo, o treino gravado por ela ontem acabou viralizando não pelos movimentos extraordinários ou bem sincronizados, mas sim por ter registrado o momento em que os militares do país tomam o parlamento.

O vídeo mostra Wai realizando exercícios ao som de música animada, enquanto caminhões blindados e soldados bloqueiam a estrada atrás dela, momentos antes de um comboio de veículos policiais e militares chegar para derrubar o governo.

A professora de educação física, no entanto, não deixa o golpe de estado ocorrendo a poucos metros de distância atrapalhar sua rotina de treinos aeróbicos e segue dançando no ritmo da música animada. Assista ao vídeo:

Terminado o treino, Wai publicou o vídeo no Facebook e viu a dança em meio ao colapso governamental ser compartilhada por internautas ao redor do mundo. Alguns dos espectadores até colocaram em cheque a genuinidade do vídeo, entretanto, a professora explicou que vem usando o prédio do parlamento como cenário para seus treinos já há 11 meses e postou mais vídeos gravados no local.

Segundo o site Daily Mail, no post original do vídeo Wai esclarece que sabia que algo estava acontecendo atrás dela durante a gravação, porém, ela só foi descobrir o que era depois de terminar o treino.

Mesmo assim, ainda há quem desconfie que a professora de educação física estivesse fazendo uma crítica ao golpe militar. Fato que ela negou no Facebook, dizendo que não postou o vídeo como "uma piada" ou "para se tornar uma celebridade".

"Eu postei o vídeo porque estava relaxando e cuidando da minha vida", concluiu Wai.

Internacional