PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Bebê tem corte no rosto em cesárea de emergência e leva 13 pontos

Médicos teriam dito que bebê estava com a cabeça muito próxima à parede da placenta, causando um corte acidental  - Divulgação/ Denver Health
Médicos teriam dito que bebê estava com a cabeça muito próxima à parede da placenta, causando um corte acidental  Imagem: Divulgação/ Denver Health

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/06/2021 17h00Atualizada em 21/06/2021 17h20

Uma recém-nascida precisou levar 13 pontos após sofrer um corte profundo no rosto durante uma cesárea de emergência, em Denver, nos Estados Unidos. Segundo a família da criança, o acidente aconteceu na última terça-feira (15).

A mãe da menina, Reazjhana Williams, contou a imprensa local que pretendia dar à luz a filha, que ganhou o nome de Kyanni, por meio de um parto normal, mas ao chegar na unidade médica a gestante teria recebido dos médicos um remédio para acelerar as contrações e, minutos depois, foi levada para a sala de cirurgia.

"Eles disseram que nosso bebê fez um movimento repentino e que não podiam ouvir seu batimento cardíaco. Então, levaram Reazjhana para uma cesariana", contou o pai do bebê, Damarqus Williams, em entrevista à emissora local KRON 4.

Ainda segundo os pais, os médicos teriam dito que, no momento do parto, a menina estava com a cabeça muito próxima à parede da placenta, causando um corte acidental no rosto.

"Além do fato de que o rosto do bebê foi cortado, há um monte de coisas que não estou entendendo sobre a cesariana de emergência. E eu nunca ouvi falar de ninguém que recebeu o bebê com o rosto assim depois do parto", declarou a mãe à emissora de TV.

"Ver minha neta recém-nascida indo direto para o cirurgião plástico para receber pontos é devastador, é de partir o coração", ressaltou o avô, Walter Williams.

Em nota, o hospital Denver Health, onde foi realizado o parto, lamentou o ocorrido e disse estar prestando apoio à família da recém-nascida.

"Denver Health está em contato direto com a família. Embora esta seja uma complicação médica conhecida em cesarianas de emergência, nosso foco está sempre em fornecer cuidados no melhor interesse da mãe e da criança", afirmou o comunicado.

Internacional