PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasileiros pularam em piscina para se salvar em Miami, diz parente

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/06/2021 11h18Atualizada em 25/06/2021 11h35

O desabamento de parte de um prédio em Miami, ontem, teve entre os sobreviventes brasileiros. Hoje foi anunciado que são 159 desaparecidos e o número de mortos subiu para quatro, segundo a prefeita da cidade. Segunda uma parente destes brasileiros, eles precisaram pular em uma piscina para escapar.

A mineira Célia Rocha afirmou que a filha e o genro agiram rapidamente quando a estrutura da torre começou a se movimentar, em entrevista à TV Globo.

Eles saíram correndo com a roupa do corpo. Eles moram no 5° andar. Quando chegou no 2º andar, tinha um apartamento com a porta aberta. Aí eles entraram e a varanda dava para a piscina. Então eles pularam."

Depois, os sobreviventes foram para a casa de Célia, que fica a alguns metros do local do acidente. "Eles chegaram cheios de pó, poeira e arranhões. Mas nada quebrado e nenhuma ferida, graças a Deus", diz.

Buscas continuam

Em uma coletiva de imprensa ocorrida na manhã de hoje, autoridades disseram que vão continuar se esforçando para encontrar mais sobreviventes. Segundo a NBC da Flórida, o número de mortos aumentou para 4 e o de desaparecidos subiu para 159.

"Continuaremos as buscas e resgates porque ainda temos esperança de encontrar pessoas vivas", disse a prefeita de Miami, Daniella Levine Cava.

Neste momento, 130 bombeiros estão trabalhando entre os escombros do prédio com a ajuda de moradores sobreviventes, cães e alto-falantes.

"Detritos estão caindo sobre eles enquanto fazem seu trabalho. Temos engenheiros estruturais no local para garantir que eles não sejam feridos, mas eles estão prosseguindo porque estão muito motivados e correm riscos extraordinários no local todos os dias", explicou Cava.

Internacional