PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
4 meses

Avião some de radar na Sibéria com 17 e é achado após pouso forçado

Aeronave fez pouso forçado e ficou de ponta-cabeça na Sibéria - Reprodução de vídeo/Twitter
Aeronave fez pouso forçado e ficou de ponta-cabeça na Sibéria Imagem: Reprodução de vídeo/Twitter

Do UOL, em São Paulo*

16/07/2021 08h37Atualizada em 16/07/2021 12h21

Um avião russo de passageiros Antonov An-28 desapareceu dos radares hoje enquanto sobrevoava a região de Tomsk, na Sibéria, segundo informaram agências de notícias russas e autoridades locais. De acordo com a AFP, havia 17 pessoas na aeronave, que foi encontrada horas depois. Ainda não se sabe o número de feridos e a situação dos passageiros e tripulantes.

A tripulação precisou fazer um pouso de emergência, mas o veículo ficou de cabeça para baixo. O voo ia da cidade de Kedrovy, na região de Tomsk, até a capital regional de Tomsk.

"Descobriu-se o lugar do pouso forçado do avião. Veem-se pessoas vivas", declarou o Ministério russo de Emergências, em um comunicado.

Os relatos vêm menos de duas semanas depois de um avião similar, um Antonov An-26, cair em um penhasco em meio à baixa visibilidade na remota península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, matando todas as 28 pessoas a bordo.

Um Antonov-28, do mesmo tipo que desapareceu sobre Tomsk, atingiu uma floresta em Kamchatka em 2012, num acidente que matou 10 pessoas. Investigadores disseram que os dois pilotos estavam bêbados no momento do acidente.

Os padrões de segurança da aviação russa melhoraram nos últimos anos, mas acidentes, especialmente os que envolvem aviões antigos em regiões distantes, não são incomuns.

* Com informações da Reuters e da AFP

Internacional