PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
9 meses

Militares dos EUA suspendem operações aéreas no aeroporto de Cabul

Soldado americano aponta arma para um passageiro afegão no aeroporto de Cabul, no Afeganistão - Wakil Kohsar/AFP
Soldado americano aponta arma para um passageiro afegão no aeroporto de Cabul, no Afeganistão Imagem: Wakil Kohsar/AFP

Do UOL, em São Paulo

16/08/2021 10h05Atualizada em 16/08/2021 12h20

Os militares dos Estados Unidos suspenderam temporariamente as operações aéreas no aeroporto de Cabul, no Afeganistão, enquanto as tropas tentam desocupar as pistas, que foram totalmente tomadas pela população que tenta deixar o país após o domínio do Taleban, disse um oficial de defesa dos EUA à emissora CNN.

A suspensão é "enquanto nos certificamos de que o campo de aviação está seguro", disse o oficial.

Um tumulto no terminal deixou mortos hoje, enquanto centenas tentavam entrar à força em aviões que saíam da capital do Afeganistão. Com a situação caótica, a autoridade aeroportuária anunciou o cancelamento dos voos comerciais.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram milhares de pessoas aguardando na pista do aeroporto. Muitas pessoas, jovens em sua maioria, se agarravam a escadas para tentar embarcar em um avião.

O vídeo abaixo mostra várias pessoas tentando se agarrar à fuselagem de um avião militar C-17 dos EUA enquanto ele taxiava no aeroporto.

A vitória relâmpago dos insurgentes, que celebraram ontem ocupando o palácio presidencial de Cabul, desencadeou cenas de pânico e o caos.

Por enquanto, os talebans não controlam o aeroporto da capital, que se tornou a única porta de saída do país. As agências de notícia indicaram que, diante do caos, as forças americanas presentes no local atiraram para o alto, na tentativa de acalmar os cidadãos desesperados. Mas o resultado foi o contrário: um imenso movimento de massa se formou e muitos foram pisoteados e mortos.

O aeroporto de Cabul também acolhe algumas embaixadas estrangeiras, agora entrincheiradas na espera da evacuação de funcionários. O serviço diplomático americano retirou sua bandeira nesta manhã. A embaixada americana na capital afegã pediu aos cidadãos que ainda estão no país para não ir até o aeroporto.

"Lembramos a todos os cidadãos americanos e afegãos que a situação de segurança em Cabul continua insegura. Por favor, não viaje para o aeroporto até ser notificado", diz o comunicado.

Internacional