PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vídeos mostram metrô e casas alagados pela tempestade Ida em NY; veja

Do UOL, em São Paulo

02/09/2021 09h47Atualizada em 02/09/2021 19h26

As inundações provocadas pela tempestade Ida na noite de ontem pararam a cidade de Nova York e afetaram várias cidades do estado. Praticamente todas as linhas do metrô da cidade tiveram a circulação interrompida, dificultando a volta para casa de muitas pessoas, e muitos moradores de subsolos que foram inundados precisaram ser resgatados pela polícia. Em várias ruas alagadas, carros foram abandonados pelos motoristas.

Devido à situação, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, declarou estado de emergência na cidade. Até o momento, há registro de 41 mortes.

O furacão Ida chegou há três dias na Lousiana, no sul dos Estados Unidos, causando inundações e tornados em alguns estados do nordeste do país. Os estados de Nova Jersey e da Pensilvânia já haviam decretaram estado de emergência. Na noite de ontem, um homem de 70 anos foi encontrado morto dentro de um veículo em Passaic, Jersey.

Na cidade de Nova York a chuva começou a cair às 21h30 do horário local. Ruas do Brooklyn, Manhattan, Bronx e Queens ficaram inundadas e grandes avenidas foram bloqueadas, o que impossibilitou o tráfego. A circulação da maioria dos veículos ficou interrompida até 5h (6h do Brasil).

O Serviço Meteorológico dos Estados Unidos (NWS) registrou um recorde histórico de 80 mm de chuva em uma hora no Central Park. O NWS afirmou que este é o primeiro estado de emergência por inundações repentinas que se declara na história da cidade, afetada em outubro de 2012 pelo furacão Sandy.

Muitas pessoas ficaram sem ter como voltar para casa, com o fechamento das estradas, túneis ou vias expressas. Um jogo de tênis do torneio US Open também foi interrompido. Além disso, centenas de voos foram cancelados nos aeroportos de Newark, LaGuardia e JFK.

Internacional