PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Traje decotado faz vendedora de crepe virar alvo da polícia na Tailândia

Tailandesa vende panquecas ao ar livre - Reprodução/Youtube
Tailandesa vende panquecas ao ar livre Imagem: Reprodução/Youtube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/11/2021 14h35Atualizada em 30/11/2021 08h27

A vendedora de crepes Olive Aranya Apaiso, de 23 anos, teve problemas com a polícia de Chiang Mai, na Tailândia, após usar uma blusa decotada - e também por não utilizar máscara de proteção contra a covid-19 e demais itens de higiene no local de trabalho.

Segundo a TV tailandesa Amarin, a jovem foi denunciada por moradores da cidade após acumular filas de clientes em uma popular rua de Chiang Mai e usar uma espécie de cardigã que deixa parte dos seios à mostra.

A jovem, que também é estudante de enfermagem, vendia cerca de 30 crepes por dia antes de se vestir com a roupa decotada. Segundo a agência ViralPress, ela chegou a atingir 100 vendas diárias depois que mudou o "uniforme".

Olive recebeu a visita da polícia em seu quiosque, na sexta-feira (26), intimada a trocar de roupa para evitar ser detida.

Além de ser aconselhada a vestir outra roupa, ela também recebeu instruções de higiene, como prender o cabelo, utilizar máscara de proteção e assegurar que seus clientes mantivessem distanciamento social nas filas.

"Estou disposta a seguir as instruções de todos os policiais. Vou me vestir de maneira diferente e cobrir mais meu corpo", disse ela à Amarin TV. Também ao canal, um dos clientes de Olive definiu o serviço como "estilo de venda único".

Em nota, a polícia informou que a mulher não será punida.


Internacional