PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
5 meses

Zelensky pede ao governo plano para reconstrução de cidades da Ucrânia

O presidente disse que Kharkiv está passando por sofrimento pior do que sentiu durante a Segunda Guerra Mundial - Presidência da Ucrânia/AFP
O presidente disse que Kharkiv está passando por sofrimento pior do que sentiu durante a Segunda Guerra Mundial Imagem: Presidência da Ucrânia/AFP

Colaboração para o UOL

10/03/2022 14h23Atualizada em 10/03/2022 14h23

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou hoje que já instruiu o governo a desenvolver um plano para reconstrução de cidades ucranianas destruídas na guerra contra a Rússia.

"Um programa estadual especial será criado para cada cidade afetada. Para recuperação. Já instruí o governo a iniciar o desenvolvimento", disse ele, em uma mensagem de vídeo, segundo a agência Interfax.

"Chernihiv e Sumy, Akhtyrka e Zhytomyr, Izyum, Mariupol e todas as cidades onde o mal veio não verão um traço da invasão russa", disse Zelensky. "Os melhores arquitetos. As melhores empresas. As melhores projetos. Para cada cidade!", acrescentou.

O presidente disse que Kharkiv está passando por sofrimento pior do que sentiu durante a Segunda Guerra Mundial e ainda citou outras cidades afetadas pela guerra contra os russos. "Eu prometo."

No último dia 3, Zelensky já havia falado em reconstruir cidades ucranianas, mas não citou o início de um plano para essa tarefa.

Mapa Rússia invade a Ucrânia - 26.02.2022 - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Reunião de ministros da Ucrânia e Rússia termina sem acordo

A reunião entre os ministros das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, e da Rússia, Sergei Lavrov, hoje na Turquia terminou sem um acordo sobre um cessar-fogo de 24 horas. Os chanceleres também não chegaram a um consenso a respeito de um corredor humanitário para evacuação de civis na cidade de Mariupol, que está cercada há mais de uma semana por tropas russas.

Em um pronunciamento feito logo após a reunião, Kuleba disse que seu homólogo russo não negou a possibilidade de cessar-fogo. Segundo o ministro ucraniano, Lavrov afirmou que iria conversar internamente sobre possível cessar-fogo.

"Infelizmente o ministro Lavrov não se comprometeu com corredor humanitário em Mariupol. Não houve avanço em negociações sobre um cessar-fogo de 24 horas. Não fizemos progresso porque parece que há outros tomadores de decisões do lado russo nesse ponto", disse Kuleba.