PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Caminho para Atlântida? A intrigante estrada amarela achada no fundo do mar

Pesquisadores se impressionaram com semelhança da estrutura com a "estrada amarela" de Mágico de Oz - Reprodução/Youtube
Pesquisadores se impressionaram com semelhança da estrutura com a 'estrada amarela' de Mágico de Oz Imagem: Reprodução/Youtube

Do UOL, em São Paulo

11/05/2022 13h12Atualizada em 12/05/2022 08h40

Cientistas do navio de pesquisa marinha Nautilus encontraram formações rochosas que chamaram a atenção por lembrarem a estrada de tijolos amarelos do filme "Mágico de Oz", lançado em 1939. A estrutura vista perto da costa do Havaí (EUA) está localizada na região vulcânica Lili'uokalani Ridge, em uma das maiores áreas de conservação marinha do mundo, no Oceano Pacífico.

Segundo o tabloide britânico Daily Mail, os cientistas disseram que as formações rochosas são, na verdade, um exemplo de geologia vulcânica ativa. Eles passaram parte do mês de abril estudando a geologia local e os sistemas biológicos das montanhas submarinas que tiveram origens vulcânicas, com o objetivo de coletar amostras para determinar a origem e idade dessas montanhas, tendo assim um melhor entendimento da formação das ilhas do noroeste do Havaí.

Em vídeo publicado, os tripulantes do Nautilus descreveram a descoberta como uma "estrada de tijolos amarelos" e como "a estrada para a Atlântida" - o lendário "reino perdido" sob o oceano.

"O que pode parecer uma 'estrada de tijolos amarelos' para a mítica cidade de Atlântida é realmente um exemplo de geologia vulcânica ativa antiga", disse a tripulação.

Um porta-voz do navio explicou que essa exploração ajuda a fornecer informações básicas sobre manejo e conservação das comunidades vivas nessas montanhas submarinas. "Nossa exploração desta área nunca antes pesquisada está ajudando os pesquisadores a dar uma olhada mais profunda na vida dentro e nas encostas rochosas desses montes submarinos antigos e profundos. Esses estudos ajudarão a fornecer informações básicas sobre as comunidades vivas dos montes submarinos que podem informar as medidas de manejo e conservação".

Internacional