PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Professora é condenada após engravidar de aluno de 13 anos na Itália

Denúncia de abuso sexual surgiu depois do menino desabafar com treinador - Reprodução/PxHere
Denúncia de abuso sexual surgiu depois do menino desabafar com treinador Imagem: Reprodução/PxHere

Do UOL, em São Paulo

19/05/2022 13h11Atualizada em 19/05/2022 13h11

Uma professora de 34 anos foi condenada essa semana a 6 anos e 5 meses de prisão por abuso sexual, após ter tido um filho de um aluno que hoje tem 15 anos — à época, ele estava com 13 na época. As investigações foram abertas em Prato, na Itália, após o menino ter desabafado com um treinador, segundo o jornal italiano Il Giornale.

Na época do ocorrido, em 2019, a mulher dava aula de inglês ao menino. A denúncia surgiu após os pais receberam a informação da existência da relação entre os dois. Uma investigação foi aberta e coordenada pelos promotores Lorenzo Gestri e Lorenzo Boscagli para solucionar o caso.

Além da docente, o marido dela também havia sido condenado por falsificação de atestado, ao alegar que o filho era dele, mas o teste de DNA apontou que o filho era do menor. O cônjuge acabou sendo absolvido e os advogados Mattia Alfano e Massimo Nistri ficaram "felizes pelo resultado". "Estamos felizes pelo resultado de um pai que não fez nada além de dar seu amor por um recém-nascido", disseram.

A defesa ainda contou que levará o caso à Suprema Corte da Itália. "Certamente esperávamos algo mais para sua esposa, estamos aguardando os motivos e vamos recorrer ao Supremo Tribunal".

Apesar da condenação, o Tribunal de Recurso de Florença absolveu a professora da acusação de invasão de propriedade por uma visita à casa do menor. Ela terá de indenizar o garoto e os pais dele em 40 mil euros (R$ 207 mil na cotação atual).

Internacional