PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Policiais são baleados durante comemoração do 4 de julho na Filadélfia

Imagens aéreas registraram correria após tiroteio que deixou dois policiais feridos; vítimas já foram liberadas - Reprodução/ABC NEWS
Imagens aéreas registraram correria após tiroteio que deixou dois policiais feridos; vítimas já foram liberadas Imagem: Reprodução/ABC NEWS

Do UOL, em São Paulo

05/07/2022 08h00Atualizada em 05/07/2022 09h24

Dois policiais foram baleados próximo ao fim de um show de fogos de artifício na Filadélfia, Pensilvânia, durante as comemorações do feriado de 4 de julho, que marca o Dia da Independência dos Estados Unidos.

Um deles foi atingido de raspão por um tiro, na região da testa. O projétil teria acertado primeiro o chapéu da autoridade, um homem de 36 anos que trabalha há 14 na polícia, amortecendo o impacto, segundo comunicado da corporação à emissora norte-americana ABC.

O outro policial ferido, que faz parte do esquadrão antibombas, foi baleado no ombro direito. O homem de 44 anos, que tem 16 de serviço, estava trabalhando na segurança do evento, assim como o outro agente atingido.

Ambos foram transferidos até o Jefferson University Hospital, de acordo com o canal WPVI, mas já foram liberados da unidade de saúde após avaliação médica.

O tiroteio aconteceu na noite de ontem em Center City, bairro que é centro financeiro da cidade. Pelo menos até a madrugada de hoje, nenhum suspeito tinha sido identificado ou preso. Em entrevista coletiva pouco após o incidente, o prefeito Jim Kenney, do Partido Democrata, declarou que o "dia foi descontraído e tranquilo — mas nós vivemos nos Estados Unidos".

"Se eu pudesse cuidar da questão das armas, eu iria", completou.

Incidente foi segundo tiroteio com vítimas durante celebrações

A ocorrência na Filadélfia aconteceu horas depois de outro tiroteio que deixou ao menos seis mortos e 24 feridos, em Highland Park, cidade próxima a Chicago, no estado de Illinois, também em um desfile celebrando a Independência dos Estados Unidos.

Segundo o vice-chefe do departamento de polícia de Lake County, Christopher Covelli, os primeiros tiros foram registrados às 10h14 (12h14 no horário de Brasília) e o suspeito parou de atirar quando a polícia chegou ao local. "Tudo indica que ele era discreto e muito difícil de ser visualizado", afirmou.

Já na noite de ontem, uma "pessoa de interesse" foi presa pela polícia. Ele teria cometido o crime de um telhado, usando um rifle para mirar nas pessoas "aleatoriamente" durante o desfile.

Desfiles marcados em subúrbios vizinhos a Highland Park, em Evanston e Deerfield, foram cancelados. Ao The New York Times, fontes policiais de Illinois afirmaram que outras cidades com desfiles marcados para o turno da tarde foram orientadas a suspender as atividades por precaução.

Internacional