Conteúdo publicado há 2 meses

George Santos diz que não vai renunciar ao cargo: 'Se sair, fica fácil'

O deputado republicano George Santos disse que não vai renunciar ao cargo.

O que aconteceu:

O pedido de cassação será votado amanhã. Caso seja aprovado, Santos será o sexto deputado a ser expulso na história do Capitólio.

"Se eu renunciar, fica fácil para esse lugar", disse Santos em entrevista. "Este lugar funciona à base de hipocrisia. Eu já cansei de manter um papel no circo. Se me querem fora do Congresso, vão ter que realizar esse voto difícil", completou.

No total, há 23 acusações federais abertas contra ele. Em audiência, ele declarou que "não era culpado" por nenhuma delas.

As acusações contra George Santos

O parlamentar, que é filho de brasileiros, é acusado de usar fundos de campanha para pagar despesas pessoais. Ele também teria usado cartões de crédito de doadores sem permissão, segundo um relatório Comitê de Ética da Câmara de Representantes dos EUA.

Os gastos indevidos incluiriam milhares de dólares em botox. Duas transações foram identificadas como "[aplicação de] botox": uma de US$ 1.400 (R$ 6.800), de 2022, e outra de US$ 1.500 (R$ 7.280), de 2020. O relatório também apontou pagamentos ao OnlyFans, uma plataforma de conteúdo sexual.

Santos também comprava produtos de marcas de luxo. Ele gastou US$ 4.127,80 (R$ 20 mil) em uma compra na Hermès e quantias menores na loja de cosméticos Sephora.

Continua após a publicidade

Mais de US$ 2.000 (R$ 9.700) teriam sido utilizados em resorts de Atlantic City, cidade conhecida pelos cassinos. Outros US$ 3.000 (R$ 14.600) teriam sido destinados ao pagamento de estadia nos Hamptons, um balneário frequentado pela elite.

George Santos se tornou famoso nos EUA por mentir e se envolver em polêmicas em diversas ocasiões.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora