Conteúdo publicado há 3 meses

Senador republicano salva colega que engasgou em almoço nos EUA

A senadora Joni Ernst engasgou durante um almoço que ofereceu aos colegas republicanos e foi socorrida pelo senador Rand Paul.

O que se sabe

Vendo a parlamentar engasgada, Rand Paul, do Kentucky, correu para salvá-la e usou uma técnica chamada de manobra de Heimlich. A informação é da BBC.

Refeita do susto, ela ironizou o ocorrido nas redes sociais: "Não posso deixar de engasgar com as políticas 'woke' que os democratas estão forçando em nossas gargantas. Obrigada, Dr. @RandPaul". O termo "woke" (desperto) é uma gíria adotada a partir dos anos 2010 para se referir genericamente a causas progressistas.

Não foi informado qual alimento fez com que a senadora engasgasse. O menu da refeição incluía sanduíches de carne bovina, creme de milho, salada de repolho e "grandes costeletas de porco", segundo o senador John Thune, citado pela BBC.

A manobra de Heimlich

Colegas republicanos elogiaram a rápida ação de Rand Paul, que é médico oftalmologista, e destacaram a importância de divulgar a manobra de Heimlich.

A técnica, introduzida em 1974 pelo médico americano Henry Heimlich, consiste em fazer pressão sobre o diafragma de uma pessoa engasgada. O objetivo é provocar uma tosse forçada que expulse o objeto dos pulmões.

Acredita-se que a manobra já tenha salvado a vida de mais de 100 mil pessoas somente nos EUA. Ronald Reagan, a cantora Cher, o ex-prefeito de Nova York Edward Koch e os atores de Hollywood Elizabeth Taylor, Goldie Hawn, Walter Matthau, Carrie Fisher, Jack Lemmon e Marlene Dietrich foram algumas das personalidades salvas pela técnica.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes