Conteúdo publicado há 4 meses

PF vai fazer segurança para filha do presidente da Colômbia no Brasil

A Polícia Federal vai fazer a segurança de Sofía Petro, filha do presidente da Colômbia, Gustavo Petro, durante sua estadia no Brasil.

O que aconteceu

Fontes do governo confirmaram ao UOL que a Embaixada da Colômbia fez o pedido para que a PF faça a segurança dela. Sofía chegou no Brasil no dia 3 de fevereiro.

A filha do presidente da Colômbia vai passar uma temporada no país para estudar na USP (Universidade de São Paulo) entre os dias 26 de fevereiro a 2 de julho. Ela vai participar de um intercâmbio na FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas).

O pedido da Embaixada foi analisado e aprovado pelas autoridades, afirmam interlocutores. Eles dizem que é comum atender pedidos de segurança de chefes de Estado.

Procurada, a PF disse que por "questões de segurança" não comenta sobre a proteção de "eventuais indivíduos sob sua responsabilidade".

Nas redes sociais, Sofía tem mais de 250 mil seguidores. Ela se descreve como estudante de ciências políticas, feminista e progressista.

Em entrevista ao El Pais, ela disse que sempre viveu com escolta. "Não gosto muito de andar sempre com escolta o tempo todo", disse ela, na época em que seu pai era candidato. Sofía foi estudar na França quando terminou o colégio.

Petro venceu as eleições colombianas em 2022. O ex-guerrilheiro conseguiu 50,44% dos votos e foi o primeiro representante da esquerda a chegar na Presidência da Colômbia.

Deixe seu comentário

Só para assinantes