Conteúdo publicado há 1 mês

Seis pessoas são mortas a facadas em shopping na Austrália

Cinco mulheres e um homem foram mortos hoje a facadas em um shopping em Sydney, na Austrália. O autor do ataque foi morto pela polícia, segundo autoridades australianas.

O que aconteceu

O ataque no shopping Westfield Bondi Junction deixou quatro mulheres e um homem mortos no local. Outra mulher morreu no hospital, para onde foram socorridos ao menos oito feridos, incluindo um bebê de nove meses.

Centenas de pessoas fugiram do local no momento do ataque. Testemunhas relataram cenas de pânico assim que o agressor começou a golpear as vítimas.

A causa do ataque ainda é desconhecida. As autoridades —que por enquanto descartam se tratar de um ataque terrorista— dizem acreditar que o criminoso agiu sozinho, segundo o site australiano de notícias ABC.

"Não há nenhuma indicação de que alguém [específico] tenha sido alvo", disse a delegada Karen Webb à imprensa. Ela afirmou, porém, que essa informação "pode mudar". "Só saberemos disso com o tempo", afirmou.

A comunidade deveria estar muito triste com o que aconteceu aqui, mas não deveria continuar preocupada. Acreditamos que esta pessoa agiu sozinha e não há ameaça à comunidade.
Karen Webb, delegada

As identidades das vítimas e do agressor ainda não foram divulgadas. "Acreditamos que [o assassino] seja um homem de 40 anos, mas estamos aguardando identificá-lo formalmente", disse Webb.

O primeiro-ministro australiano, Anthony Albanese, comentou o ataque em seu perfil no X.

Continua após a publicidade

Tragicamente, várias vítimas foram relatadas e os primeiros pensamentos de todos os australianos estão com as pessoas afetadas e seus entes queridos.
Anthony Albanese, primeiro-ministro

Policial matou suspeito

O assassino estava no shopping por volta das 15h quando deixou o prédio e voltou cerca de 20 minutos depois com uma faca. Assim que começou o ataque, diz a polícia, testemunhas levaram uma policial que estava por perto até o agressor.

Policial atirou em homem. Ao confrontar o agressor, "ele se virou para encará-la [a policial] e ergueu uma faca", informou a polícia. "Ela disparou uma arma de fogo e essa pessoa morreu ", afirmou o delegado auxiliar Anthony Cooke.

"Achei que fosse morrer"

Frequentadora do shopping, Kelly disse à ABC News que se abrigou em uma academia durante o ataque. Ela chegou a ver uma mulher "deitada, esfaqueada".

Continua após a publicidade

"Achei que ela tivesse levado um tiro. Pensei que fosse um homem armado porque ouvi tiros", afirmou. "Todas as lojas fecharam as portas. Nós não conseguimos entrar porque não deixaram. Então, corremos pela escada de incêndio."

Achei que fosse morrer. Achei que seríamos baleados e mortos.
Kelly, consumidora

Deixe seu comentário

Só para assinantes