Conteúdo publicado há 1 mês

Assassina de aluguel é caçada por força-tarefa internacional nos EUA

Apontada pelas autoridades da Inglaterra como uma assassina de aluguel, a americana Aimee Betro é procurada por uma força-tarefa internacional, segundo o jornal britânico The Independent.

O que aconteceu

Aimee foi condenada na semana passada na Inglaterra. Ela foi recrutada por dois britânicos para cometer um assassinato. Pai e filho, Mohammed Nazir e Mohammed Aslam queriam que ela matasse o dono de uma loja de roupas e seus parentes por vingança, depois de uma discussão que deixou os dois feridos.

Ela viajou dos EUA a Birmingham, na Inglaterra, para cometer o crime, mas sua arma falhou no momento do tiro. Ela chegou ao local disfarçada com um hijab, segundo as autoridades. Depois de falhar, ainda voltou e deu três tiros em direção à casa de seu alvo. Ninguém ficou ferido. O caso ocorreu em 2019, mas ela só foi condenada na semana passada, segundo o The New York Post.

Aimee voltou a Chicago dias depois e ainda está foragida nos Estados Unidos. Autoridades fazem buscas por ela. Se ela for presa nos EUA, não está claro se será extraditada para o Reino Unido para responder pela tentativa de homicídio.

Pai e filho foram considerados culpados de conspiração para homicídio na semana passada por seu papel na tentativa de homicídio. A sentença será divulgada em 9 de agosto.

Aimee foi contatada por um amigo pelas redes sociais e disse estar sendo alvo de "desinformação", embora não negue sua participação no caso. O homem, que não foi identificado, afirmou ao Daily Mail que se "a polícia realmente quisesse pegá-la, eles já a teriam pegado", já que ela usa o telefone com frequência. A mãe dela, que disse não ver a filha há cinco anos, pediu que ela se entregue.

Deixe seu comentário

Só para assinantes