PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Agente do ICMBio morre após sofrer queimaduras em combate a incêndio em Goiás

Welington Fernando Peres Silva, analista ambiental do ICMBio. Ele não resistiu às queimaduras após tentar combater o fogo no Parque Nacional das Emas, em Goiás - Divulgação/Ascema Nacional
Welington Fernando Peres Silva, analista ambiental do ICMBio. Ele não resistiu às queimaduras após tentar combater o fogo no Parque Nacional das Emas, em Goiás Imagem: Divulgação/Ascema Nacional

André Borges

Brasília

02/09/2020 08h28

Welington Fernando Peres Silva, analista ambiental do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), morreu na tarde desta terça-feira, dia 1º, vítima de queimaduras sofridas durante uma operação realizada no Parque Nacional das Emas, em Goiás.

A Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente (Ascema Nacional) informou, em nota de pesar, que Welington Silva, que era instrutor de combate a incêndios, combatia uma queimada que consumia a floresta do Parque Nacional das Emas, no dia 21 de agosto, quando uma mudança brusca nos ventos o deixou em meio ao incêndio.

Ele chegou a ser levado às pressas para o Hugol, hospital em Goiânia especializado em queimaduras, mas seu estado de saúde era considerado gravíssimo. "O colega lutou bravamente durante todos esses dez dias, porém na tarde de hoje não resistiu e faleceu", informou a Ascema e a Associação dos Servidores da Carreira de Especialistas em Meio Ambiente (Asibama) em Goiás.

"É com profunda tristeza que lamentamos a perda do colega Welington", declararam as associações. "A Ascema Nacional e a Asibama Goiás deixam sua solidariedade à família e colocam-se à disposição para contribuir naquilo que estiver ao nosso alcance", declaram as instituições.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, lamentou a morte do servidor. "Nossos sentimentos à família, à esposa Valéria e às filhas, e o reconhecimento ao trabalho dele e dos brigadistas e aqueles que, juntos, trabalham no combate às queimadas", disse Salles.

Meio Ambiente