PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Com o frio, campanhas de arrecadação de agasalhos são intensificadas no Sul

Talita Boros

Do UOL, em Curitiba

25/07/2013 06h00

Com as baixas temperaturas em todo o Sul do país desde o início da semana, as campanhas de arrecadação de agasalhos e abrigamento de moradores de rua foram intensificadas no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Somente em Curitiba, a "Doe Calor", promovida pela prefeitura municipal, arrecadou até terça-feira (24) mais de 63,7 mil cobertores que foram doados para pessoas em situação de vulnerabilidade social.  Segundo a prefeitura, cerca de 145 mil pessoas já  foram atendidas com doações.

VOCÊ MANDA PARA O UOL

  • Rodrigo Philipps/Agência RBS

    Envie fotos do frio e da neve na sua cidade

Na noite de terça (23), uma das mais frias até agora, curitibanos compareceram em massa à Praça Tiradentes, no Centro da capital, para doar agasalhos, cobertores e calçados a moradores de rua, carrinheiros e trabalhadores do período noturno. A convocação foi feita por internautas através das redes sociais.

Duas kombis do IPCC (Instituto Pró Cidadania de Curitiba) e um micro-ônibus da Guarda Municipal ficaram cheios de agasalhos e cobertores em menos de duas horas.

Em Curitiba, existem pontos  de coleta espalhados por diversos bairros. Todos os donativos são recolhidos diariamente por equipes do IPCC e entregues no barracão do Disque Solidariedade, na sede Fundação de Ação Social (FAS), no bairro Campo Comprido. Lá, uma equipe faz todo o trabalho de triagem do material separando as peças por gênero, tamanho e idade.

Além disso, um plano emergencial foi colocado em prática para garantir abrigo aos moradores de rua da capital paranaense. Segundo a prefeitura, foram criadas 100 novas vagas na Central de Resgate Social e 20 na Casa de acolhimento Rockfeller.

Ao todo, a prefeitura de Curitiba têm disponível para a população em situação de rua 1.005 vagas de abrigamento, distribuídas entre equipamentos municipais (730 vagas) e conveniados (275). Em todos os locais, serão ofertadas refeições quentes no jantar e café da manhã e, se necessário, almoço.

Santa Catarina

Em Florianópolis, a força-tarefa promovida pela prefeitura arrecadou mais de 3 mil peças de roupa e cerca de 500 pares de calçados para moradores de rua. Somente na segunda-feira (22), cerca de 145 pessoas foram atendidas no abrigo provisório montado na Passarela do Samba Nego Quirido. De acordo com informações da secretaria de Assistência Social, 100 moradores de rua passaram a noite no abrigo provisório e outros 12 foram para o Abrigo Institucional.

O abrigo na Passarela do Samba deverá funcionar até a próxima sexta-feira (26), quando as temperaturas ficam mais amenas. Além das 150 vagas na passarela, a prefeitura de Florianópolis dispõe de outras 30 vagas no Abrigo Institucional do Centro, 30 vagas na Casa de Apoio do Jardim Atlântico, além de 14 vagas em uma entidade conveniada.

Rio Grande do Sul

A Defesa Civil do Estado já recolheu e doou tem 658,6 mil peças de roupas desde o início da campanha estadual no dia 15 de maio. Além dos agasalhos, , 25,3 mil pares de calçados e 11,5 mil quilos de alimentos foram entregues à população.

As doações podem ser feitas diretamente nas sedes das prefeituras gaúchas, no Palácio Piratini, na Assembleia Legislativa e no Centro Administrativo de Porto Alegre, além de supermercados e farmácias da rede Panvel.

Meio Ambiente