PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Mourão, sobre Amazônia: "Temos que disciplinar o movimento das pessoas"

Hamilton Mourão, vice-presidente da República - Planalto
Hamilton Mourão, vice-presidente da República Imagem: Planalto

Do UOL, em São Paulo

03/09/2019 00h19

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, falou sobre a Amazônia em entrevista à GloboNews. Mourão pediu mais disciplina com o movimento de pessoas.

"Primeira coisa é a diferença entre o que é o bioma amazônico e o que é Amazônia Legal. O bioma é a floresta, temos meia dúzia de biomas no Brasil. Há uma diferença. A maior parte das irregularidades hoje ocorre na zona de transição da Amazônia Legal com o Bioma Amazônico. Compete ao governo reprimir tudo aquilo que é feito de forma irregular", disse.

"A gente sabe que tem o trio que anda de braço dado na Amazônia, que é o madeireiro, o grileiro e o garimpeiro. Temos que disciplinar o movimento dessas pessoas. O garimpeiro é o bandeirante moderno. Se você entrar na Venezuela, nas minas ilegais, vai encontrar garimpeiro brasileiro, na Guiana Francesa. Essa turma é cultural. Ela persegue essa riqueza. O que podemos buscar na Amazônia é preservar aquilo que é floresta e buscar exploração da riqueza intangível, que você não consegue olhar e apalpar, áreas que podem haver exploração mineral no futuro tem que haver aprovação de lei pelo Congresso e todo um projeto respeitando a nossa legislação ambiental", acrescentou Mourão.

O vice-presidente ainda disse que os indígenas da Amazônia "não podem ser favelados". "Temos que buscar certa liberdade para os indígenas, ele não pode ser favelado, que dependa daquilo que o governo pode lhe dar. Se tem indígena que quiser plantar, deixa plantar. É necessário que se ataque a Amazônia de forma consistente, isso nunca foi feito pelo conjunto do estado brasileiro. Durante os governos militares, houve planejamento, mas isso se perdeu. Temos vasta área intocável. Temos 2,6 milhões de quilômetros quadrados de área protegida, temos uma legislação importante", finalizou.

Meio Ambiente