PUBLICIDADE
Topo

Tartaruga mais velha da África morre aos 344 anos em palácio na Nigéria

Do UOL, em São Paulo

04/10/2019 17h13

Alagba, considerada a tartaruga mais velha da África, morreu aos 344 anos, no palácio do rei tradicional de Ogbomosho, Oba Oladunni Oyewumi, na Nigéria. O secretário particular do dirigente anunciou hoje a morte do animal.

"Alagba viveu no palácio durante séculos. A tartaruga recebeu muitos monarcas em Ogbomosho, no passado", declarou Toyin Ajamu para os meios de comunicação locais.

Ainda de acordo com o porta-voz, a morte foi causada por uma doença súbita. Ele ainda disse que a tartaruga tinha pelo menos dois funcionários do palácio dedicados para atender as suas necessidades e só comia duas vezes por mês.

"Todos os dias, Alagba recebia turistas que a visitavam, de diferentes partes do mundo", disse Ajamu. Ele ainda acrescentou que o setor de turismo e o palácio lamentam a morte da tartaruga.

Meio Ambiente