PUBLICIDADE
Topo

Essas árvores se transformam em arco-íris quando suas cascas se soltam

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

31/01/2020 19h18

O Eucalyptus deglupta é conhecido popularmente como eucalipto arco-íris. Enquanto o eucalipto tradicional é famoso por suas folhas perfumadas e por serem a principal fonte de alimento de alguns animais, como os coalas, essa espécie em específico chama a atenção pelas cores que esconde dentro de si.

Também conhecida como Mindanao ou goma de arco-íris, essa árvore é a única a viver na floresta tropical — sendo encontrada apenas na Austrália, Indonésia, Papua Nova Guiné e Filipinas, sendo essa última uma das matérias-primas para a produção de celulose para o papel.

Seu comprimento pode chegar até 76 metros e 240 centímetros de diâmetro de tronco.

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

O fenômeno que dá cores à espécie acontece quando ela solta suas cascas ao longo do tempo, enquanto envelhece.

A primeira cor que ela revela é o verde-claro, depois disso as outras camadas trazem diferentes tonalidades, como azul, roxa, laranja e marrom.

Esse processo ocorre continuamente, formando manchas coloridas em diferentes estágios — criando a impressão de que a árvore foi misteriosamente pintada, "tornando-se uma verdadeira obra de arte da natureza", como pontuam os admiradores.

Por ser uma espécie rústica e pioneira ela é utilizada com sucesso em áreas de reflorestamento com solos pobres, arenosos ou de recente atividade vulcânica.

Meio Ambiente