PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Emissões globais de CO2 terão aumento histórico em 2021, diz Agência

Segundo a AIE, a demanda por combustíveis fósseis deve crescer 4,5% em 2021 - Getty Images
Segundo a AIE, a demanda por combustíveis fósseis deve crescer 4,5% em 2021 Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

20/04/2021 10h45Atualizada em 20/04/2021 10h45

As emissões globais de CO2 (gás carbônico) caminham para o segundo maior aumento anual de todos os tempos em 2021, de acordo com dados da AIE (Agência Internacional de Energia). O relatório anual foi divulgado hoje e aponta que o aumento das emissões será de quase 5%, que representa 1,5 bilhão de toneladas.

Segundo a AIE, a demanda por combustíveis fósseis deve crescer 4,5% em 2021. O consumo de carvão deve ser 60% maior do que todas as energias renováveis combinadas.

A estimativa leva em consideração que mais de 80% desse crescimento se concentre na Ásia, com a China respondendo por mais de 50% do crescimento global.

A demanda por carvão nos Estados Unidos e na União Europeia também está se recuperando, mas ainda deve permanecer bem abaixo dos níveis anteriores à crise, de acordo com a Agência.

Os números apresentados no relatório também apontam que as terceiras ondas da pandemia da covid-19 estão prolongando as restrições, o que amplia a demanda por energia elétrica a nível global.

De acordo com a AIE, o consumo deve aumentar 4,5% em 2021, ou mais de 1 000 TWh. O número é quase cinco vezes maior do que o declínio em 2020, cimentando a participação da eletricidade na demanda de energia final acima de 20%.

Quase 80% do aumento projetado na demanda em 2021 ocorre nos mercados emergentes e nas economias em desenvolvimento, com a China, sozinha, respondendo por metade do crescimento global. A demanda nas economias desenvolvidas permanece abaixo dos níveis de 2019.

O panorama apresentado pelo relatório aponta que a demanda de petróleo também está se recuperando, com o setor de aviação ainda lento. A expectativa é que o consumo fique abaixo do pico de 2019.

As energias renováveis estão acelerando, com a energia eólica e solar registrando aumentos recordes, segundo a AIE. A eletricidade renovável deve crescer mais de 18% em 2021, sendo responsável pela maior parte do aumento no fornecimento de energia global.

Meio Ambiente