Imigração traz divisão etária e racial, revela censo

Haya El Naser e Lorrie Grant

A imigração está criando uma divisão nos EUA entre um país velho e branco e outro jovem e multi-racial, segundo os números divulgados nesta quarta-feira (8/6) pelo censo anual.

A entrada de imigrantes, em grande parte hispânicos, está afastando o país da divisão tradicional entre Estados vermelhos e azuis, republicanos e democratas, e vem preocupando o país nos últimos anos.

Estão se formando claras divisões etárias e raciais: os velhos são majoritariamente brancos e os jovens são cada vez mais hispânicos, asiáticos e de outras minorias.

"A idade de 40 é uma monumental linha divisora", diz William Frey, demógrafo da Instituição Brookings, em Washington. A diferença entre as gerações coloca pressão nas comunidades que têm que sustentar populações crescentes de idosos e de inscrições escolares.

"A sociedade dominada pelos brancos, dos anos 50, está sumindo", disse Frey. "Os partidos vermelho e azul terão que ter um apelo aos jovens e velhos."

As estimativas de 1º de julho de 2004 por idade, raça e etnia mostram que os hispânicos e asiáticos estão crescendo 10 vezes mais rápido que os brancos não hispânicos.

A maior minoria é a de hispânicos, com 41,3 milhões de habitantes.

Como os imigrantes são jovens e geralmente têm mais filhos, estão se tornando uma parte maior da população mais jovem do país.

Ao mesmo tempo, a população branca está envelhecendo.

"Quanto mais jovem a faixa etária, mais hispânica ela é. Isso provavelmente vai continuar por um tempo", diz Jeffrey Passel, demógrafo do Centro Hispânico Pew, em Washington.

Três de cada cinco americanos com menos de 40 anos são brancos, mas quatro de cada cinco acima de 40.

Os especialistas em propaganda reconhecem a mudança.

"Os anúncios de cerveja, por exemplo, têm como alvo pessoas mais jovens e são mais étnicos. Os anúncios com cenas de festas são muito diversos", disse Paul Kelly, presidente do Silvermine Consulting Group em Wesport, Connecticut, que trabalha com empresas de produtos ao consumidor.

Os varejistas também estão enfrentando outra mudança demográfica: uma população multicultural crescente. Casamentos entre linhagens étnicas e raciais pularam 65% nos anos 90, passando de um em cada 23 casamentos em 1990 para um em cada 15 , disse Frey.

"Todo mundo entende que atualmente somos uma nação diversa, e eles querem celebrar isso. Os americanos passaram a ver a diversidade no trabalho e entre seus amigos", disse Allison Cohen, presidente da PeopleTalk, empresa de pesquisa de mercado em Wenham, Massachusetts. Brancos predominam entre mais velhos; grupo hispânico cresce Deborah Weinberg

UOL Cursos Online

Todos os cursos