Sou um inocente condenado e perseguido, afirma Lula

Do UOL, em São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a dizer nesta terça-feira (13) que é inocente no caso envolvendo o tríplex do Guarujá (SP) e que quer resgatar a sua honra. O petista afirmou ainda que aceitar a sua condenação seria ir contra seus sonhos de liberdade.

"Me considero um inocente condenado e perseguido. Aliás, é um julgamento eminentemente político. Não tem nada [contra mim]", afirmou o ex-presidente em entrevista à "Rádio Cultura de Foz do Iguaçu", no Paraná.

Ao se defender, Lula citou o fato de o juiz Sergio Moro, responsável pelos julgamentos da Lava Jato na primeira instância, ter dito que os recursos repassados ao petista não tinham relação com contratos entre a empreiteira OAS e a Petrobras.

  • 51657
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2018/01/26/considerando-o-que-foi-revelado-pela-operacao-lava-jato-ate-o-momento-e-a-condenacao-em-2-instancia-lula-deveria-ou-nao-ser-preso.js

"O juiz Moro, depois que nós entramos com um recurso depois do processo dele, disse que nunca tinha dito que que o apartamento era meu, nunca disse que teria dinheiro da Petrobras, mas me condenou", declarou Lula.

Condenado pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) a 12 anos de 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex, Lula pode ser preso após o julgamento de seu último recurso na segunda instância.

O petista, que lidera as últimas pesquisas de intenção de voto, ainda deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ficar de fora da disputa eleitoral à Presidência da República deste ano.

"Disse que não poderia respeitar a decisão [que me condenou] porque, se respeitasse essa decisão, estarei depondo contra todos os sonhos de liberdade e toda crença que eu tenho na Justiça", disse Lula nesta quarta.

Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", a defesa de Lula pediu ao relator do seu caso no TRF-4 que informe com cinco dias de antecedência a data do julgamento dos recursos do petista pendentes na corte. A cúpula do PT já admite que Lula pode ser preso antes da Páscoa, em 1º de abril.

"A única coisa que eu quero, que para mim é sagrado, é resgatar a minha honra e a minha inocência. Não vou passar para a história com base na mentira contada pelo inquérito policial, pela acusação do Ministério Público e pala sentença do Moro e do TRF-4", declarou o ex-presidente.

Gleisi diz que não vai "aceitar mansamente" prisão de Lula

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos