Em encontro com Hélio Costa, Aécio defende que PSDB invista em coligações para 2010

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte (MG)

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou hoje ser contrário à tese de o partido ter uma chapa composta somente por nomes tucanos para concorrer à Presidência da República, em 2010, e que a investida para futuras coligações deveria levar em conta partidos da base do governo Lula.
  • Wellington Pedro/Imprensa MG

    Mesmo negando ser pré-candidato, Aécio Neves (dir.) disse que, a partir de 2009, irá intensificar as viagens para discutir com colegas do partido a possibilidade de haver prévias no PSDB


"Eu acho que o natural seria uma chapa composta com um dos partidos da coligação. Então, eu trabalho para que essa coligação seja a mais ampla possível, incorporando, inclusive, alguns partidos que hoje participam da base de sustentação do governo do presidente Lula", disse.

O governador deu a declaração momentos antes de se reunir com o ministro das Comunicações, Hélio Costa, que é do PMDB, partido da base do presidente Lula.

Aécio afirmou que o seu partido encontraria dificuldade se optasse pela "chapa pura". "Eu acho que seria difícil ampliarmos essa coligação se nós saíssemos já com a idéia de compormos a chapa com nomes do PSDB", avaliou.

O governador voltou a defender prévias dentro do partido para a escolha do candidato tucano. Mesmo negando ser pré-candidato, Aécio Neves disse que, a partir de 2009, irá intensificar as viagens para discutir com colegas do partido a possibilidade de haver prévias no PSDB.

"Eu tenho uma demanda enorme de convites para ir em praticamente todos os Estados brasileiros e pretendo, a partir do início do ano, atender a alguns desses convites para discutir esses problemas. Eu acho que isso só acrescenta ao PSDB, para que nós possamos, pelo instrumento democrático definido pelo partido, definir qual será o candidato", revelou.

Hélio Costa
Após conversa com o governador Aécio Neves, o ministro Hélio Costa, sem revelar o teor do encontro, disse que o governador "estava muito animado", referindo-se a uma possível candidatura do tucano.

O ministro revelou que a partir da possibilidade de prévias dentro da legenda de Aécio, o nome do governador mineiro ganha força. "Veio um fato novo: a proposta de prévias dentro do PSDB. Olha, com proposta de prévias dentro do PSDB é diferente o quadro. O governador Aécio passa a ter novamente chances importantes dentro do PSDB", disse.

Costa voltou a reiterar o convite feito a Aécio para que o tucano saia candidato pelo PMDB. "Independente do que acham algumas lideranças do PSDB, o PMDB sempre esteve de portas abertas para o governador. Convidei-o porque acho que é um caminho seguro, um caminho certo", frisou.

Em outra frente, Hélio Costa voltou a afirmar que é pré-candidato ao governo do Estado de Minas Gerais, em 2010.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos