Mercadante quer mudar, na Câmara, exigência de Congresso rever aquisição de empresas pelo BB e CEF

Da Agência Brasil
Em Brasília

O senador Aloízio Mercadante (PT-SP) disse hoje (17) à noite que vai trabalhar para que a Câmara derrube o dispositivo, inserido pelo Senado na Medida Provisória 443, que condiciona à prévia autorização do Legislativo a aquisição, pelo Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal, do controle acionário de instituições financeiras em dificuldade. Ele ainda tentou apresentar um destaque para retirar essa alteração no texto da MP, mas a matéria não chegou a ser colocada em votação pelo presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

"O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal precisam de agilidade para prover a estabilidade do sistema financeiro", disse Mercadante. Ele acrescentou que "em um momento de crise, colocar um dispositivo como esse engessa e paralisa" os negócios que precisam ser feitos para manter essa estabilidade.

Mercadante acrescentou que, se a oposição quer dar transparência aos processos de aquisição e incorporação de instituições pelo BB e Caixa Econômica Federal, pode realizar audiências públicas reunindo autoridades econômicas para debater as transações realizadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos