Líderes do DEM defendem que contas de Kassab estão "dentro da lei"

Camila Campanerut

UOL Notícias <br> Em Brasília

O presidente do Democratas, o deputado federal Rodrigo Maia (RJ), afirmou neste domingo que acredita que, pelo fato de as contas do prefeito de São Paulo estarem "dentro da lei", o pedido de cassação do mandato do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, deve ser revogado.

  • Michel Filho/Agência O Globo

    Gilberto Kassab (DEM) visitou neste domingo (21) o Parque das Bicicletas, no Ibirapuera

A ACUSAÇÃO

Justiça Eleitoral condena Kassab à perda do mandato


"Estou absolutamente tranquilo porque as contas estão rigorosamente dentro da lei. Não tenho dúvida alguma a este respeito, na prestação de contas de Kassab, as determinações legais foram seguidas integralmente", afirmou Maia.

Para o parlamentar, a decisão do juiz da 1ª Zona Eleitoral, Aloísio Sérgio Resende Silveira, alegando que Kassab teria recebido doações ilegais na campanha de 2008, contraria a jurisprudência firmada, tanto pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) quanto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ACUSADO

Kassab diz confiar na Justiça e que não teme perda do mandato


Maia diz acreditar que, uma vez apresentado o recurso por advogados de Kassab, tudo será "rapidamente resolvido".

Já o líder da legenda na Câmara dos Deputados, Paulo Bornhausen (SC), avalia que a cassação de Kassab é político-eleitoral. "As análises das doações já foram feitas e aceitas dentro da lei. Mas o juiz resolveu, em cima dos fatos, dizer que não", diz.         

Bornhausen se diz otimista e afirmou, em nota, "que inúmeros vereadores passaram pelo mesmo processo e tiveram os pedidos de cassação julgados negativamente pela instância superior".

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos