PUBLICIDADE
Topo

Política

Pré-candidatos do PSDB defendem realização de prévias e criticam PT

Do UOL Notícias, em São Paulo

05/12/2011 13h10Atualizada em 05/12/2011 13h15

Em sabatina promovida pela Folha e pelo UOL, realizada nesta segunda-feira (5), os pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo defenderam a realização de prévias para a escolha do candidato e aproveitaram para criticar o PT, que eliminou as prévias e anunciou o ministro Fernando Haddad (Educação) como candidato ao cargo.

“O PSDB vai ter prévias. Nós vamos realizar prévias sim e o candidato do PSDB será definido nesse processo. Isso causa, inclusive, um desconforto nos nossos adversários, sobretudo aquele que se intitula o nosso maior adversário", disse o secretário estadual José Aníbal (Energia).

"Nós fazemos prévias, eles não. Isso tem incomodado. Não vai dar mais pro PT mentir como tem mentido", completou o deputado federal Ricardo Trípoli. "Está declarado o embate e eles (PT) não aceitam isso, querem procurar outros candidatos para não nos enfrentar", completou Trípoli.

Quando questionado se a entrada de José Serra na disputa eliminaria as prévias no partido, o secretário estadual Bruno Covas disse que a prévia sem Serra "é uma realidade consolidada". "Algumas pessoas não conseguem escutar isso, mas ele tem dito que não será candidato."

Aliança com PSD

Ao ser questionado sobre sua posição diante de uma aliança com o PSD, partido do atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o secretário Andrea Matarazzo disse que defende alianças.

“Eu defendo alianças com partidos que têm afinidade com o PSDB. Acho que o PSD é um partido que tem afinidade conosco. Eu sou favorável a alianças sim, mas alianças amplas, que não agridam os valores e os princípios do partido. Mas isso passa por uma decisão partidária. Nesse momento discutimos a eleição pra prefeito, que passa pelo chefe político do Estado, que nesse momento é o governador", disse.

Sabatina

A Folha e o UOL realizam nesta segunda-feira (5) uma sabatina com os quatro pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo: os secretários estaduais Andrea Matarazzo (Cultura), Bruno Covas (Meio Ambiente) e José Aníbal (Energia) e o deputado federal Ricardo Trípoli.

O PSDB é o único partido que deve realizar prévias em São Paulo. Haveria sabatina com os pré-candidatos do PT, mas o partido definiu que lançará o ministro Fernando Haddad (Educação). Os demais pré-candidatos no atual quadro na capital são Gabriel Chalita (PMDB), Netinho de Paula (PC do B), Celso Russomanno (PRB) e Soninha Francine (PPS).

O PSDB estimou as prévias para janeiro, mas o governador Geraldo Alckmin quer empurrar a definição do nome para março. O partido negocia aliança com o prefeito Gilberto Kassab (PSD).

Política