Topo

Ex-senadora do PT chama criação de partido de Marina Silva de "momento histórico"

Camila Campanerut

Do UOL, em Brasília

16/02/2013 10h41

Serys Slhessarenko, ex-senadora pelo PT do Mato Grosso, foi uma das primeiras representantes da política nacional a comparecer neste sábado (16) ao evento que apresenta oficialmente os fundamentos para a criação do 31º partido brasileiro, encabeçado pela ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva em um centro de eventos, em Brasília.

Serys disse ao UOL que veio ao evento para entender melhor as diretrizes da nova legenda da ex-colega de Senado.

“Vim para realmente discutir com o pessoal e entender como será a organização do partido, que tem a possibilidade real do novo. Politicamente, creio que é um momento histórico no Brasil: um partido novo. Não nos moldes dos atuais, e espero que as coisas se concretizem do jeito que estão sendo pensadas”, afirmou a ex-senadora.

Atualmente, Serys não ocupa nenhum cargo eletivo e vive da aposentadoria do período de mais de 25 anos que lecionou na Universidade Federal do Mato Grosso, na área de educação.

Questionada se já estaria pronta para filiar-se ao novo partido para retomar a carreira política, Serys disse que está querendo se "encantar". "Eu tive conversas preliminares com o pessoal [do novo partido]. A gente tem de esperar consolidar as questões aqui e depois ver a questão eleitoral”, afirmou.

Além de abrir espaço para políticos insatisfeitos com suas legendas, o partido a ser criado busca pessoas fichas-limpas e sem filiação partidária anterior. Para participar da eleição de 2014, a legenda, provisoriamente chamada de "Rede", terá de reunir 500 mil assinaturas.

Mais Política