Topo

PSB entrega cargos quando Eduardo Campos se lançar ao Planalto, diz prefeito do Recife

Fábio Brandt

Do UOL, em Brasília

22/03/2013 06h00

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), disse ao UOL e à Folha que seu partido deverá entregar todos os cargos que têm no governo federal se o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, for mesmo adversário da presidente Dilma Rousseff (PT) na eleição de 2014.

Geraldo Julio falou sobre o assunto no “Poder e Política”, programa do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação foi realizada nesta quarta-feira (20) no estúdio do Grupo Folha em Brasília.

 

O prefeito da capital pernambucana repetiu com ênfase o discurso de Eduardo Campos, que é seu padrinho político. Segundo ele, “a antecipação do debate eleitoral para este ano [2013] é inadequada”. O correto, afirmou Julio, é “fazer esse debate [sobre candidatura do PSB] em 2014”.

Apesar da cautela, o prefeito falou sobre a hipótese de o PSB ter candidato próprio na eleição presidencial. Nesse caso, será preciso sair do governo? “Sim. [Vale] não só para o PSB. Para qualquer candidatura”, disse o prefeito. Ele, no entanto disse que essa discussão não tem “data marcada” para ser feita.

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1) Quem é Geraldo Julio? (1:15)

2) Recife cortou 2 secretarias e 600 cargos de confiança, diz prefeito (2:02)

3) Lançar Eduardo Campos em 2013 é inadequado, diz Geraldo Julio (2:46)

4) Se Campos for candidato, PSB sai do governo, diz Geraldo Julio (2:05)

5) Geraldo Julio é contra mudar lei sobre aborto e drogas (1:32)

6) O certo é falar “no Recife”, diz prefeito da cidade (0:35)

7) Íntegra da entrevista (42 min.)

 

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política