Topo

"Fux disse que ia me absolver", diz Dirceu

Fábio Brandt

Do UOL, em Brasília

10/04/2013 06h00

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no julgamento do mensalão, afirmou nesta terça-feira (9) que foi “assediado moralmente” pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF) durante seis meses. Essa pressão aconteceu, segundo Dirceu, quando Fux ainda era ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e desejava ser indicado para uma vaga no STF.

José Dirceu, um dos fundadores do PT, falou sobre o assunto ao “Poder e Política”, programa do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação foi realizada no estúdio do UOL em São Paulo. Também participou da entrevista a jornalista Mônica Bergamo, da Folha.

 

 

A reunião entre Dirceu e Fux ocorreu, segundo o petista, num escritório de advocacia de conhecidos comuns. Ao relatar o encontro, o ex-ministro fez uma acusação grave. Disse não ter perguntado “nada” e que Fux “tomou a iniciativa de dizer que ia me absolver”. Para Dirceu, Fux “já deveria ter se declarado impedido de participar desse julgamento [do mensalão]”.

Fux foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff para o STF no início de 2011. Durante o julgamento do mensalão, votou pela condenação de Dirceu –que acabou sentenciado a de dez anos e dez meses de reclusão mais multa.

Mensalão
A entrevista ao “Poder e Política” foi a primeira de José Dirceu após ter sido condenado pelo STF. Ele falou sobre como se prepara para passar um período preso (ao menos um sexto da pena).

“Eu às vezes eu penso que era melhor se eu tivesse morrido do que eu passar pelo que eu estou passando”, diz o ex-ministro da Casa Civil no governo Lula. Mas pensou em se matar? Não, eu sou um apaixonado pela vida. Jamais pensaria”

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1) Quem é José Dirceu? (2:39)

2) José Dirceu diz que é inocente (1:08)

3) STF contrariou antecedentes para me condenar, diz Dirceu (2:37)

4) STF erra ao tratar verba da Visanet como pública, diz Dirceu (1:48)

5) Luiz Fux prometeu me absolver, diz José Dirceu (3:56)

6) Okamoto deve explicar contato com Valério, afirma Dirceu (2:49)

7) Eduardo Campos e PSB são solidários comigo, diz José Dirceu (2:02)

8) Globo é alvo da regulamentação da mídia, afirma José Dirceu (2:58)

9) Lula lançou Dilma porque PSDB e PSB já estavam em campanha, diz Dirceu (1:28)

10) Serra tem condições de ser presidente da República, diz Dirceu (0:39)

11) Mesmo lançando Campos, PSB pode ficar no governo, diz Dirceu (0:54)

12) Penso que era melhor se tivesse morrido, diz Dirceu (4:27)

13) “Vou fazer política até o último suspiro”, diz José Dirceu (0:20)

14) Dilma é solidária comigo, diz José Dirceu (2:09)

15) Íntegra da entrevista (74 min.)

 

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política