Topo

Câmara "estará aberta" para receber líderes de manifestação em Brasília, diz presidente interino

Do UOL, em Brasília

2013-06-20T14:39:39

20/06/2013 14h39

O presidente em exercício da Câmara, deputado André Vargas (PT-PR), disse nesta quinta-feira (20) que a Câmara está aberta para receber os líderes da manifestação prevista para começar às 16 horas na região central de Brasília.

“Vários líderes de vários partidos estarão aqui durante a manifestação e nós vamos recebê-los. Agora é preciso ter calma. Como eu disse são várias formas de organização, mas é fundamental que se tenha canalização em um objetivo com um tipo de interlocução bem definida”, disse.

Segundo o deputado, ainda é difícil dialogar com os manifestantes, porque não há uma liderança definida e uma pauta clara. “Quem são os líderes, qual é a pauta, como é que dialogaríamos? Não é possível dialogar com a massa, não temos essa prerrogativa”, afirmou. Vargas disse que a expectativa é de 10 mil a 20 mil manifestantes, de acordo com o governo do Distrito Federal.

Ele salientou que os manifestantes merecem respeito, mas não representam todos os movimentos e solicitações da população brasileira.

Quinto dia de protestos

A capital federal vive hoje o quinto dia de protestos.

O primeiro foi na sexta-feira passada, na véspera do jogo de abertura da Copa das Confederações no Estádio Nacional Mané Garrincha, em que houve queima de pneus na via que fica ao lado do estádio. Cinco pessoas foram presas.

Em seguida, houve um protesto no dia do jogo entre Brasil e Japão, duramente reprimido pela Polícia Militar. Pelo menos duas manifestantes que participaram do protesto em frente ao estádio foram atingidas na cabeça por balas de borracha disparadas pela PM.

Na última segunda-feira, o maior protesto da série reuniu cerca de 10 mil pessoas, segundo a PM. Manifestantes desceram pelo Eixo Monumental e ocuparam a marquise do Congresso Nacional, onde permaneceram por cinco horas.

Ontem, o protesto reuniu cerca de 1.300 pessoas, segundo a Polícia Militar. A principal bandeira dos manifestantes, que se concentraram na rodoviária do Plano Piloto, era a tarifa zero no transporte público no DF.

Governo diz que renova frota

Em nota oficial divulgada nesta quarta-feira (19), o governador Agnelo Queiroz afirmou que o governo da unidade federativa está renovando a frota de ônibus do DF e garantiu que a tarifa não irá aumentar.

"Agnelo Queiroz lembrou as melhorias que estão em curso no transporte público, como a licitação para renovação de toda a frota de ônibus do Distrito Federal, o que segundo ele "vai permitir um transporte digno de qualidade", sem aumento de tarifa", afirma a nota do GDF.

Agnelo afirmou ainda que busca entender as reivindicações dos manifestantes. "Para entender esse movimento que está democraticamente tomando as ruas do país é preciso observar não apenas de onde ele vem, mas principalmente para onde ele aponta. E ele aponta para um país sem corrupção, com serviços públicos eficientes e de qualidade. Essas bandeiras são de todos os brasileiros e eu me sinto representado por elas."

(Com Agência Câmara)

Protestos se espalham pelo Brasil
Protestos se espalham pelo Brasil
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','52727+AND+29229+AND+5109', '')

Mais Política