PUBLICIDADE
Topo

Política

Relator do Marco Civil da Internet defende pressão financeira contra espionagem

Fernando Rodrigues

Do UOL, em Brasília

19/09/2013 06h00

O deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ) afirmou ontem [18.set.2013] que o governo pretende obrigar grandes empresas internacionais de internet a terem seus dados armazenados no Brasil porque essa é a única linguagem que os Estados Unidos entendem.

Indagado sobre se Google e Facebook estariam no grupo de empresas que teriam de ser obrigadas a construir datacenters no Brasil, respondeu: "São dois exemplos. Mas há outros". Quais? "Talvez pudéssemos contar em duas mãos as empresas que entrariam nisso". Só empresas de grande porte serão enquadradas nessa regra.

"Infelizmente, muitas vezes a única linguagem que se entende é a linguagem econômico-financeira. Mas a resposta é política, a um problema político", afirmou Molon em entrevista ao programa Poder e Política, do UOL e da Folha. Ele é o relator do projeto de lei conhecido como Marco Civil da Internet.

A resposta política é ao governo dos Estados Unidos, a respeito da espionagem das comunicações da presidente Dilma Rousseff realizada por agências de inteligência norte-americanas.

O deputado petista esteve na semana passada com Dilma para tratar de alterações no projeto, que agora tramita em regime de urgência por determinação do Palácio do Planalto. Na conversa com a presidente, Molon sentiu que o Marco Civil será a principal resposta objetiva aos Estados Unidos por causa da espionagem.

"Toda vez que houver um ato de violação da nossa soberania que mereça uma resposta firme, dura, que represente inclusive custo para as empresas desse país que violou nossa soberania, certamente vão pensar duas vezes em violar nossa soberania. Se isso significar perda de recursos para as empresas desses países", diz Molon.

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, os vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):
 

1) Principais trechos da entrevista com Alessandro Molon (11:04)

2) Molon: Pressão contra Google é recado aos EUA (3:45)

3) Neutralidade proíbe venda ‘fatiada’ da internet, diz Molon (3:21)

4) Dilma não quer franquia de dados na lei, diz Molon (2:26)

5) Molon: Só empresas grandes deverão guardar dados no Brasil (1:26)

6) É equívoco montar uma rede própria brasileira, diz Molon (2:12)

7) Molon: Retirada de dados da web só com ordem judicial (2:37)

8) PMDB deve romper já com o PMDB do Rio, diz Molon (0:51)

9) Quem é Alessandro Molon? (1:00)

10) Íntegra da entrevista com Alessandro Molon (46 min.)

 

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twittere no Facebook.

Política