PUBLICIDADE
Topo

Roseana Sarney diz que renuncia por "recomendações médicas"

Do UOL, em São Paulo

10/12/2014 09h12

Faltando 21 dias para terminar seu quarto mandato, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), anunciou nesta quarta-feira (10) que sua renúncia ao cargo ocorre por "recomendações médicas". "Me recolho para um descanso necessário, pelo bem da minha saúde", afirma Roseana na carta de renúncia.

No texto, a governadora diz ter cumprido nos últimos meses uma extensa agenda "de visitas, vistorias e inaugurações de obras", em diversas cidades do Estado. Roseana já havia confirmado a renúncia na semana passada, quando se despediu de integrantes do Judiciário e Ministério Público.

Mais tarde, em discurso, Roseana disse que "o Maranhão é um novo Estado" e que foi vítima de um "terror penitenciário de origem política".

O deputado estadual Arnaldo Melo (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa, assumirá  o governo maranhense, permanecendo no cargo até o dia 1º de janeiro de 2015.  Isso ocorre porque o vice-governador, Washington Oliveira, renunciou ao cargo, no final do ano passado, para assumir uma vaga no Tribunal de Contas do Estado.

O líder do governo na Assembleia, o deputado César Pires (DEM), afirmou ao UOL na semana passada, quando Roseana confirmou sua renúncia, que a governadora passaria uma temporada de quatro meses de descanso fora do país. “Em seguida, ela disse que volta a São Luís. O grande fato novo foi que ela garantiu que vai seguir na vida política, não vai deixar”, afirmou.

Em junho, a governadora anunciou que não iria mais concorrer a cargos públicos e iria se dedicar mais à família.

César Pires afirmou ainda que, ao contrário do que era especulado, não há problemas de saúde com Roseana que justifiquem sua saída do cargo. “Não é nada de saúde. Ela estava muito alegre por sinal. Normalmente, ela conversa conosco e dá detalhes. Foi uma decisão pessoal, ela quer sair mesmo, não vejo nenhuma vantagem a ninguém pela renúncia”, declarou.

Segundo políticos maranhenses ouvidos pelo UOL, a hipótese mais provável para a renúncia de Roseana a 21 dias de terminar o mandato é por conta da derrota nas urnas em outubro, quando Flávio Dino (PC do B) foi eleito governador ainda no primeiro turno, derrotando o senador Edison Lobão Filho (PMDB). Ela não gostaria de participar da cerimônia de posse e passar a faixa ao novo chefe do Executivo. 

Leia a íntegra da nota:

A governadora Roseana Sarney anuncia, nesta quarta-feira (10), que deixará o Governo do Estado do Maranhão.

"Foram anos de muito trabalho. Nos últimos meses, cumpri uma extensa agenda de visitas, vistorias e inaugurações de obras em dezenas de cidades do Maranhão. Agora, por recomendações médicas, me recolho para um descanso necessário, pelo bem da minha saúde.  Aos maranhenses e àqueles que escolheram nosso estado para viver, o meu muito obrigada por terem me dado a honra de representá-los. Peço a Deus que abençoe a todos e que ilumine os nossos futuros governantes."

A governadora Roseana fará um pronunciamento às 8h30h desta quarta-feira (10), no Palácio dos Leões.

O deputado estadual Arnaldo Melo, presidente da Assembleia Legislativa, assumirá  o Governo do Estado do Maranhão.

Política