Alan Marques/Folhapress

Processo de impeachment

O jogo começou de novo, diz Lindbergh sobre decisão da Câmara

Leandro Prazeres

Do UOL, em Brasília

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse nesta segunda-feira (9) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está viajando para Brasília para recomeçar a articulação política caso o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) precise ser votado novamente pela Câmara dos Deputados.

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu anular as três sessões em que a Casa votou e decidiu pelo prosseguimento do pedido de impeachment da presidente Dilma. Ele determinou que uma nova votação aconteça no prazo de cinco sessões "contadas da data em que o processo for devolvido pelo Senado à Câmara". Não há uma data definida para isso acontecer.

"O presidente Lula está vindo hoje para Brasília e vai vir com certeza com ânimo redobrado porque o jogo começou de novo. Voltamos a ter chance", afirmou Lindbergh. "É o início de um novo jogo", disse Lindbergh após um evento realizado no Palácio do Planalto.

Eufórico, Lindbergh disse acreditar que a saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados aumenta as chances de o governo conseguir barrar o impeachment caso o processo volte a ser apreciado pela Casa.

"O processo está interrompido e a gente acha que se houver uma nova votação na Câmara dos Deputados, agora sem Eduardo Cunha, o jogo vai ser diferente. Pode acontecer qualquer coisa. A saída do Eduardo Cunha da presidência abre condições pra gente trabalhar pra tentar ganhar a votação na Câmara dos Deputados", afirmou.

Dilma pede cautela e diz que vive conjuntura de "manhas e artimanhas"

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos