Policiais abandonam Tropa de Choque em protesto no Rio e são aplaudidos

Alfredo Mergulhão

Colaboração para o UOL, no Rio

Dois policiais do Batalhão de Choque abandonaram a tropa que avançava rumo à Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) para reprimir um protesto na tarde desta quarta-feira (16).

Os militares foram aplaudidos pelos manifestantes que realizam desde a manhã um ato contra o pacote de medidas de austeridade apresentado pelo governo e que começa a ser discutido na Alerj.

A ação dos dois policiais foi filmada por pessoas que estavam no local. O vídeo mostra os dois agentes sendo parabenizados assim que deixaram a tropa que seguia pela avenida Primeiro de Março, no centro, na altura do Tribunal de Justiça do Rio.

"Parabéns, caveira", diz um dos manifestantes. Outros se aproximaram e abraçaram os dois policiais que se recusaram a agir contra o protesto. Caveira, no entanto, é o apelido dado aos policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), e não aos do Batalhão de Choque.

No início do vídeo, também é possível escutar o barulho da explosão de uma bomba de gás.

"A tropa de choque avançava em direção à Alerj com bombas e jatos d'água", explicou o estudante Júlio Trindade, que acompanhava o ato e fez a filmagem. "Os dois policiais estavam na frente, segurando o escudo, mas abandonaram o posto", relatou.

O protesto teve confronto durante a manhã, quando dois grupos de manifestantes se desentenderam e após a derrubada de uma grade que isolava a Alerj. A polícia reagiu com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo.

A assessoria de imprensa da PM disse, em nota, que irá analisar as imagens para verificar a situação e depois decidirá se haverá punição aos policiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos