Operação Lava Jato

Advogado de Lula diz que perguntas de Moro são "cansativas" e tem palavra cortada

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

Cristiano Zanin Marins, um dos advogados de Luiz Inácio Lula da Silva, trocou palavras ríspidas com o juiz Sergio Moro durante o interrogatório do ex-presidente, na Justiça Federal, em Curitiba.

As respostas atravessadas aconteceram após Moro fazer perguntas sobre a época do mensalão: foram 13 no total. A cada questionamento o réu era orientado pelo advogado a não responder porque "o tema não fazia parte do processo". O depoimento dessa quarta se referia basicamente ao caso do tríplex, em Guarujá (SP).

O advogado disse que as citações sobre mensalão eram uma tentativa de julgamento político. Por fim, ameaçou entrar com um pedido de impugnação. O juiz respondeu que as interrupções de Zanin e a repetição insistente deste argumento estavam ficando cansativas. O advogado atravessou e respondeu: "cansativas são as perguntas de vossa excelência".

Moro não mudou o tom de voz, mas replicou: "se eu digo que são importantes para formação do juízo, eu que vou julgar, parece que eu que devo saber." Neste momento, Lula estava rindo da situação. O advogado Rene Dotti, assessor de acusação e que representa a Petrobras, mostrou descontentamento. Ele pediu a palavra e foi bastante duro com o defensor de Lula.

Usou justificativas jurídicas, sustentou que as perguntas sobre o mensalão ajudavam a entender o caráter e a formação moral é ressaltou importante para o veredicto. Dotti acusou Zanin de ser desrespeitoso, falar sem pedir a palavra e não respeitar a autoridade do juiz. O discurso começou de forte e terminou quase aos berros.

Em seguida, cortou a palavra do advogado de Lula enquanto o assunto fosse aquele e continuou. Mas ressaltou que o ex-presidente estava livre para não responder os questionamentos. O ex-presidente continuou seguindo as orientações do advogado e não tratou de questionamento sobre o mensalão.

Depois de tratar deste tema, Moro abordou as ações de Lula contra uma testemunha, um delegado, um procurador da República, o próprio juiz Sergio Moro. Ele perguntou se o ex-presidente considerava que era uma tentativa de intimidação. A defesa orientou a não responder.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos